Curiosidades

Se você tem medo de aves, então você é ornitofóbico!

Texto de João Calafate – Professor de Ciências/ Portugal

Ornitofobia é um tipo específico de fobia que consiste num medo anormal e irracional de aves, sejam elas de pequeno ou grande porte. Este nome tem origem no grego e ornito significa ave e fobia significa medo.

Este tipo de fobia é pouco comum e talvez derive da imagem aterrorizante de algumas aves predadoras. As pessoas com este tipo de fobia podem expressar variações, temendo apenas aves de grande porte tanto predadoras como águias, tanto necrófagas como abutres, ou também aves inofensivas e de pequeno porte como os periquitos.


Atualmente existem mais de 10 mil espécies de aves em todo o mundo, que evoluíram dos dinossauros.

As pessoas com ornitofobia têm medo de serem atacadas por aves ou sentirem-se muito incomodadas perto delas. Os sintomas da fobia são palpitações cardíacas, dificuldades em respirar, suor, nervosismo, comportamento anormal, medo de morrer e ataques de pânico e de ansiedade. Sem tratamento, e se o onitofóbico viver num lugar onde precisa conviver com aves, esta fobia pode tornar a sua vida limitada. Isto pode ser um problema, se pensarmos que as aves ocupam os mais diversos ecossistemas mundiais, estando por todo o lado, inclusive nas cidades. Seria quase impossível passar um dia inteiro, se sairmos à rua, sem ter um único encontro com algum tipo de ave. Assim, é comum as pessoas com ornitofobia restringirem gradualmente as suas atividades, evitando saídas a parques, praças, piqueniques e outras atividades no exterior como, por exemplo, uma caminhada. Com o tempo, se esta fobia não for tratada, as pessoas podem passar a desenvolver um quadro de agorafobia (o medo de estar em espaços abertos ou no meio de uma multidão), pois começam a temer sair de casa para não encontrar uma ave.

8409639-standard

Ornitofobia é um tipo específico de fobia que consiste num medo anormal e irracional de aves, sejam elas de pequeno ou grande porte. Foto: Reprodução/photos

Para as pessoas normais esta fobia pode parecer estúpida e sem fundamento, mas para quem sofre com ela, este medo é perfeitamente normal e faz parte de suas vidas. O importante é estas pessoas aceitarem que têm um problema e procurarem ajuda psicológica e psiquiátrica para conseguirem controlar o seu medo por aves da melhor forma. O tratamento deverá ser sempre ministrado por um médico psiquiatra e/ou psicólogo e depende de cada caso e da resposta de cada pessoa. Normalmente passa por terapias de relaxamento, cognitivo-comportamental, psicoterapia, dessensibilização sistemática (onde a pessoa é colocada gradualmente perante aves inofensivas para se ir habituando), e em casos mais sérios pode ser necessário o uso de antidepressivos e ansiolíticos para combater a ansiedade. Casos graves de ornitofobia podem manifestar-se como um medo mórbido mesmo de representações gráficas de aves como: cartazes, filmes, pinturas, fotografias, entre outros.

Este tipo de medo já foi documentado em filmes e poesia. O filme Os Pássaros de Alfred Hitchcock é a expressão máxima desse tipo de medo, apesar dos temores no filme serem justificados já que os pássaros envolvidos realmente atacavam os humanos.

Pessoas famosas como Lucille Ball, George W. Bush., David Beckham e Eminem, são alguns exemplos de ornitofóbicos.

pigeon-attack

Para as pessoas normais esta fobia pode parecer estúpida e sem fundamento, mas para quem sofre com ela, este medo é perfeitamente normal e faz parte de suas vidas. Foto: abouthealth

Fontes: wikipediacomportese e saude

 

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.