Curiosidades

Qual a diferença entre medicamentos de marca, similares e genéricos?



Texto de Raquel Costa – Bióloga

“Remédios genéricos são tão bons quanto os de marca? E os similares, o que quer dizer?” (Elizabeth Samuel)

“Qual a diferença entre remédio de marca, similares e genérico?” (Patrícia Campos)


 Elizabeth e Patrícia, primeiro precisamos aber qual a diferença entre os medicamentos “de marca”, similares e genéricos, certo? Bom, os medicamentos “de marca” são seguros e eficazes, e ainda possuem a qualidade comprovada cientificamente pelo Ministério da Saúde, através da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Estes medicamentos estão no mercado há bastante tempo e têm uma marca comercial conhecida, como por exemplo o TYLENOL®, Dorflex ® e AAS®. Os similares apresentam a mesma substância, com mesma dose e forma farmacêutica do medicamento de marca, porém não são absorvidos em igual tempo e quantidade no organismo como os “de marca”, mesmo assim esses medicamentos possuem a qualidade também garantida pelo Ministério da Saúde.

Os genéricos, por sua vez, surgiram há mais de 40 anos, e tiveram origem nos Estados Unidos por volta de 1960. Possuem a mesma substância, dose e forma farmacêutica dos medicamentos de marca, e podem sim sem dúvida substituí-los, já que possuem custo menor também. No Brasil, existe a Lei nº 9787, de 10 de Fevereiro de 1999, que dispõe sobre os medicamentos genéricos e fala um pouquinho sobre os similares e os de referência – ou marca.

similares

Os similares apresentam a mesma substância, com mesma dose e forma farmacêutica do medicamento de marca, porém, são considerados inferiores. Foto: Montagem/diariodebiologia

Então, podemos assim ficar tranquilos em relação à segurança dos medicamentos genéricos? Com certeza, pois os mesmos possuem a mesma equivalência aos medicamentos de referência, pois a segurança, qualidade, desempenho são assegurados por uma série de testes e podem ser identificados por uma letra “G” azul sobre uma tarja amarela, e também está impresso “medicamento genérico – Lei 9.787/99”.

de-marca

Estes medicamentos conhecidos como “de marca” estão no mercado há bastante tempo e têm uma marca comercial conhecida e comprovadamente eficazes. No exemplo: Novalgina®. Foto: Montagem/diariodebiologia.

Mas porque os genéricos são mais baratos se são equivalentes aos medicamentos de referência?

Porque os custos para se produzir os genéricos são menores do que para se produzir os de marca, e além disso as pesquisas para se produzir um medicamento de marca pode levar vários anos e muito investimento envolvido com testes e marketing da marca. Para produzir os genéricos, o custo é bem menor, pois já se sabe a fórmula do medicamento a ser produzido seu genérico.

genéricos

Os genéricos possuem a mesma substância, dose e forma farmacêutica dos medicamentos de marca, e podem sim sem dúvida substituí-los, já que possuem custo menor também. Foto: Montagem/diariodebiologia

Fonte: AMS, Bermudez, J.

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.