Beber cerveja preta realmente aumenta o leite da mulher que está amamentando?

 “Beber cerveja preta realmente aumenta o leite da mulher que está amamentando?” (Giselle A. Bastos)

NÃO! Esse é só mais um mito sobre a amamentação, Gisele. Os mitos em torno da amamentação são muito antigos e estão profundamente enraizados na sociedade. Contudo, não possuem comprovação de seus benefícios e a mãe deve apenas se alimentar bem.

Tudo o que se faz, bebe ou come com intuito de aumentar a produção de leite materno é um mito chamado de lactogogo. Esse mito começou por causa de outro mito: leite fraco. Não existe leite fraco! Esse mito absurdo foi criado porque o leite do começo da mamada é mais ralo por ter mais água, açúcar e proteínas, servindo para saciar a sede do bebê. Conforme o bebê mama, o leite vai se tornando mais encorpado e rico em gordura. Muitas mães não esperam o leite se esgotar para interromper a mamada, deixando o bebê sem o leite encorpado do final. Em pouco tempo ele pedirá por comida novamente e por isso as mães acreditam que seu leite não é suficiente ou é fraco. O correto é esperar que o bebê solte o seio sozinho para então oferecer o outro seio, que ele só aceitará se ainda não estiver satisfeito.

Para suprir a falta de leite (existente ou não), as mães recorrem aos lactogogos. Os alimentos mais usados com intenção de aumentar o leite são canjica, cerveja preta, sopa de fubá, arroz doce, canja de galinha, ovo, leite e feijão. Acredita-se que esses alimentos aumentam a produção de leite por serem ricos em carboidratos, mas não há comprovação alguma desse fato. Ainda que fosse verdade, a ingestão de cerveja preta não se justificaria porque ela contém pouquíssimo carboidrato além de conter álcool, que deve ser evitado pelas mães: pode passar para o bebê através do leite, atrapalha o sono da mãe e do bebê e ainda pode impedir que o leite desça. Portanto, beber cerveja preta ou qualquer outra bebida alcóolica faz efeito contrário, não permitindo a descida do leite.

bigstock-woman-drinking-dark-beer-outdo-51402259
Tudo o que se faz, bebe ou come com intuito de aumentar a produção de leite materno é um mito chamado de lactogogo. Foto: Reprodução/cosozo

Não existem alimentos que aumentem a produção de leite, o lactogogo é apenas um mito criado pela insegurança das mães com relação ao leite produzido e a satisfação do bebê. A maioria das mães produz leite suficiente, mas devido a crenças, falta de conhecimento e cobranças da sociedade acabam acreditando que seu leite é fraco. A alimentação materna precisa apenas ser saudável, incluindo três grandes refeições e três lanches menores e bastante água (não para aumentar o leite, e sim para manter a hidratação normal) diariamente.

Biere-Du-Boucanier-Dark-Ale-Poured-Angle
Não existem alimentos que aumentem a produção de leite, o lactogogo é apenas um mito criado pela insegurança das mães com relação ao leite produzido e a satisfação do bebê. Foto: Reprodução/definitionale

 

Fonte: scielorevistareneunimed