Curiosidades

Árvore coberta por chicletes vira atração turística

Não sei se já aconteceu com você, mas eu já tive (várias vezes) a “sorte” desagradável de encontrar um chiclete usado grudado embaixo da mesa da escola. Também já perdi certo tempo tentando tirar essa goma grudenta da sola do tênis. Éca!

Pois bem, o costume (falta de educação) de grudar o chiclete mascado em carteiras e paredes ou jogá-lo no chão parece não ser o suficiente. Em Ribeirão Preto, SP, resolveram “decorar” uma árvore com chicletes!


Uma Sibipiruna quarentona, bela árvore nativa da Mata Atlântica e usada na arborização urbana, ganhou esses apetrechos inusitados. Não se sabe bem ao certo quando a mania começou. Mas quem passa pela Rua Prudente de Morais, no centro da cidade, e se depara com a árvore coberta por chicletes se espanta. Existe quem ache que é bonito e chama de arte. Outros já se incomodam, acham feio e nojento. Mas a árvore está lá, com seus galhos tortuosos cobertos de coloridas gomas de mascar.

Os especialistas dizem que os chicletes não fazem mal para a árvore, já que estão pregados na casca, que é um tecido morto. Mas existe o risco de pássaros ou micos comerem os chicletes se estivessem com fome ou curiosos. E isso pode fazer mal para esses animais.

arvore_novo

Em Ribeirão Preto, SP, resolveram “decorar” uma árvore com chicletes! Foto: Reprodução/G1

Apesar de ter se transformado em um ponto turístico peculiar, a onda de colar chicletes nessa Sibipiruna está passando. Ainda bem, pois essa atitude, além de nojenta, compromete a estética da árvore dando um aspecto sujo e desagradável a ela. Além do mais, é uma falta de respeito com um ser vivo cuja presença é de grande valia, tanto para as pessoas quanto para os animais.

Para quem quiser saber a localização da árvore, segue o link para o Google Maps: http://goo.gl/os1iDj
arvore_novo2

Existe quem ache que é bonito e chama de arte. Outros já se incomodam, acham feio e nojento. Foto: Reprodução/G1

rec_inteira

Apesar de ter se transformado em um ponto turístico peculiar, a onda de colar chicletes nessa Sibipiruna está passando. Ainda bem, pois essa atitude, além de nojenta, compromete a estética da árvore dando um aspecto sujo e desagradável a ela. Foto: Reprodução/G1

parede-pastilhas1

Em Seattle (Washington/EUA), uma parede coberta por pastilhas elásticas mascadas, no beco Post Alley, tornou-se numa das atrações turísticas daquela cidade. As pastilhas começaram a ser coladas pelos turistas na década de 90, e desde aí aquela porcaria só tem aumentado. Foto: Reprodução/epacumcatano

Fonte: G1


Novidades

Topo