Curiosidades

 Qual a diferença entre germe, bactéria, micróbio, bacilo e vírus?



“Qual a diferença entre germe, bactéria, micróbio, bacilo e vírus?” (Maria Gabriella)

 Maria, todos eles são os chamados microrganismos, seres tão minúsculos que são invisíveis a olho nu e possuem uma única célula (unicelulares). Hoje são chamados pelos estudiosos de microrganismos, mas antigamente eram conhecidos como germes e micróbios. No século XVII os cientistas e médicos da época já sabiam da existência desses minúsculos seres e com o desenvolvimento do microscópio em 1674 puderam ver alguns desses “germes” pela primeira vez. Como o aparelho não era tão potente como os microscópios de hoje, não era possível distinguir os tipos de microrganismos, e portanto todos eram denominados simplesmente de micróbios. Passados alguns séculos, com a melhoria do microscópio os estudiosos Louis Pasteur e Robert Koch começaram a distinção entre protozoários e bactérias. Existem muitos microrganismos, mas nem todos causam doenças.


Os seres vivos são divididos em procariontes e eucariontes. Os procariontes são os mais primitivos e não possuem uma membrana separando o material genético (DNA) do resto da célula: é o caso das bactérias. Os eucariontes possuem essa membrana, chamada carioteca, que separa o material genético, formando o núcleo celular. Nós pertencemos a esse último grupo, assim como todos os animais multicelulares, e também os fungos e protozoários. O vírus não pertence a nenhum dos dois grupos pois não é uma célula e muitos estudiosos dizem que os vírus não são seres vivos.

germs

Hoje são chamados pelos estudiosos de microrganismos, mas antigamente eram conhecidos como germes e micróbios. Foto: Reprodução/drivethenation

Protozoário:

Eucarionte, pertence ao Reino Protista, é unicelular e o maior dos microrganismos. Possui organelas celulares como ribossomos, mitocôndrias e retículo endoplasmático. Não tem parede celular rígida protegendo a membrana celular.

Exemplos: Paramecium, Plasmodium falciparum (causador da malária), Trypanosoma cruzi (doença de Chagas), Toxoplasma gondii (toxoplasmose), Entamoeba sp (causadoras das amebíases), Giardia lamblia (giardíase).

tumblr_mieq3i69mB1s0dzdno1_1280

A giárdia (Giardia lamblia) é um protozoário microscópico que parasita o intestino dos mamíferos, inclusive de seres humanos. Nos seres humanos, costuma parasitar o intestino delgado, principalmente em segmentos de duodeno e jejuno. Foto: Reprodução/sentimentalgarden

Fungos:

Eucariontes, pertencem ao Reino Fungi e são diferenciados em leveduras, que são unicelulares, e bolores, que possuem mais de uma célula. Também possuem organelas celulares. Presença de parede celular rígida protegendo a membrana celular.

Exemplos: Candida albicans (levedura, natural da flora vaginal, mas quando há algum desequilíbrio pode causar a candidíase), Microsporum sp (bolor, causador de micoses de pele), Penicillium chrysogenum (bolor, produz a penicilina, antibiótico natural descoberto pelo médico Alexander Fleming).

Penicillium-chrysogenum

Penicillium chrysogenum é um bolor amplamente distribuído na natureza, frequentemente encontrado vivendo em alimentos e em ambientes interiores. Foto: Reprodução/mycota

Bactérias:

Procariontes, pertencem ao Reino Monera. São unicelulares e bem menores que os protozoários e fungos. A única organela presente é o ribossomo. Possuem parede celular rígida. De acordo com sua forma, podem ser classificadas como cocos (bolinhas), bacilos (bastão) e espiroquetas (espiral). Os cocos gostam de formar grupos e de acordo com o arranjo do grupo, recebem outra classificação: diplococos (dois cocos), estreptococos (cocos enfileirados) e estafilococos (cocos agrupados como um cacho de uva). Apesar de algumas causarem doenças sérias, as bactérias são muito importantes para o funcionamento do nosso corpo e até do planeta (são responsáveis pela decomposição de organismos mortos, pelo ciclo do nitrogênio, fermentações etc.).

Exemplos: Lactobacillus acidophilus (bacilo, fermentadora de leite), Mycobacterium leprae (bacilo, causadora da hanseníase), Mycobacterium tuberculis (bacilo, causa tuberculose), Treponema pallidum (espiroqueta, causa a sífilis), Neisseria gonorrhoeae (diplococo, causa a gonorreia).

Treponema_pallidum_01

Treponema pallidum é uma espécie de bactéria gram-negativa do grupo das espiroquetas e o agente causador da Sífilis. Foto: Reprodução/wikipedia

Vírus:

Únicos seres acelulares do planeta, não se encaixam em nenhum Reino. São dez mil vezes menores que as bactérias e possuem apenas o material genético envolto por uma parede de proteína. Por não apresentarem organelas, precisam de uma célula hospedeira para se reproduzir.

Exemplos: HIV (causador da AIDS), HPV (causador do condiloma), Varicela-zoster (catapora, herpes zoster), Influenza (gripe).

hpv_virus__consequences_of_infection_1919_x

O vírus do papiloma humano (VPH ou HPV, do inglês human papiloma virus) é um vírus que infecta os queratinócitos da pele ou mucosas. Foto: Reprodução/womenshealthency

Fonte: hsw e LEVINSON, Warren. Microbiologia médica e imunologia

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.