Animais

Cabeça de cobra morta morde e mata um cozinheiro na China (vídeo)

Pra quem tem medo de cobra, essa notícia vai ser mais um motivo de horror (como se precisasse de mais um). Peng Fan, um chef chinês da província de Guangdong, foi picado enquanto preparava um prato especial feito com uma cobra naja. A cobra em questão é uma Naja siamensis endêmica do sul da Indochina, considerada uma iguaria rara, além de muito venenosa (peçonhenta).

O assustador da história é que o chef já havia cortado a cabeça da cobra 20 minutos antes de ser picado! A cabeça decapitada conseguiu picar e injetar o veneno em Peng, que morreu antes que pudesse ser administrado o soro antiofídico. O veneno dessa naja é neurotóxico e paralisa o sistema respiratório, matando a vítima por asfixia. Segundo um porta-voz da polícia “é um caso raro, e com certeza foi um trágico acidente onde nada podia ser feito além da aplicação do soro antiofídico, que não chegou a tempo.”


O especialista em cobras, Yang Hong-chang, disse que todos os répteis podem apresentar reflexos até uma hora depois de perder partes do corpo – ou mesmo o corpo inteiro. Portanto, a cobra já estava morta e conseguiu picar Peng puramente por reflexos do sistema nervoso.

IMG_1716

Naja siamensis endêmica do sul da Indochina, considerada uma iguaria rara, além de muito venenosa. Foto: Reprodução/vemonland

 Os moradores da província Guangdong são apreciadores da carne de cobra há séculos, e acreditam que essa carne tem poder de cura. Seguindo o ditado “o que não mata, te faz mais forte”, a crença deles diz que quanto mais venenoso, mais benéfico para o corpo. Apesar de todos esses anos comendo cobras, foi a primeira vez que ouviram falar de uma pessoa morta por uma cobra também morta, ainda mais na cozinha.

ob_9dd119_zombie-snake-590x442-jpg

A cobra decaptada já estava morta e conseguiu picar Peng puramente por reflexos do sistema nervoso. Foto: Reprodução/johnnyfalling

Este vídeo, apesar da judiação com a pobre serpente,  mostra como a cabeça da cobra mantém os reflexos por um tempo mesmo depois de estar decaptada!

Atenção: Neste texto estamos referindo a peçonha das serpentes como “veneno” para facilitar o entendimento das pesoas que não são da área.

Obrigada,

Fonte: dailymail

 


Novidades

Topo