Curiosidades

Lakshmi, a menina que tinha o irmão gêmeo parasita entre as pernas

Lakshmi, a menina que tinha o irmão gêmeo parasita entre as pernas
Esse texto foi útil para você?

 Lakshmi Tatma nasceu com o irmão gêmeo ligado ao seu corpo. A incidência geral de gêmeos unidos é de 1:200.000 nascidos vivos. Dentro do grupo de gêmeos unidos existem várias subdivisões que correspondem à região pela qual as crianças estão ligadas: craniópagos (crânio); toracópagos ou xifópagos (tórax e abdômen); pigópagos (sacro) e isquiópagos (pélvis). Os isquiópagos correspondem a 6% dos gêmeos unidos e se subdividem de acordo com o número de membros inferiores (bipus, tripus ou tetrapus), sendo que tetrapus é a variedade mais comum e que tem maior sucesso na separação.

Lakshmi veio ao mundo em 2005 em uma aldeia na Índia. Até a fertilização deveriam nascer gêmeos, mas devida a má formação dos fetos, houve a fusão de corpos durante a gestação. As duas “crianças” compartilhavam o mesmo corpo. Uma das crianças nasceu com atrofia cefálica e por isso a cabeça foi retirada logo após o parto.  Após a essa intervenção cirúrgica, a criança mais desenvolvida ficou com quatro braços e quatro pernas. Assim tinha um corpo único, mas como oito membros e dois troncos fundidos aos quadris.


1194344121_extras_ladillos_1_2

O irmão parasita tinha quase todos os órgãos, mas não tinha cabeça. Foto: Reprodução/taringa

A menina nasceu na mesma época que acontecia um Festival de Lakshmi, deusa da riqueza (que é descrita como quatro braços). Os pais deram à filha o nome da Deusa. Ela era, por vezes, um objeto de culto como uma encarnação da deusa; até a idade de 2 anos, ela já era conhecida por toda a Índia.

A cirurgia de separação de corpos não pôde ser feita, assim que Lakshmi nasceu, devido à alta complexidade da mesma, era preciso estudar a melhor forma de realizar o procedimento sem riscos maiores. A coluna e o abdômen do gêmeo parasita eram  fundidos com o corpo dela que não podia engatinhar ou andar normalmente, mas ela podia arrastar-se em torno de si.

Os médicos supuseram desde cedo que, sem a operação, ela não chegaria a adolescência. Uma cirurgia chefiada pelo Dr. Sharan Patil e uma equipe de outros 30 profissionais foi realizada em novembro de 2007 e durou 27 horas. Um custo estimado de mais de  625 mil dólares que foi pago integralmente pela casa de caridade do hospital, a Fundação Sparsh.  Os médicos deram Lakshmi uma chance de 75-80% de sobrevivência durante a cirurgia, mas felizmente, a recuperação foi rápida e satisfatória. Outras duas cirurgias aconteceram com sucesso.

Hoje, Lakshmi é uma animada e recuperou toda sua autoestima. É feliz e tem a vida pela frente.

16_holcicka_2

A menina recebeu o nome de Lakshmi, em homenagem à deusa da fortuna, que segundo a lenda, tinha 4 braços. Foto: Reprodução/ahaoline

wpid-article-1264670450460-080a71dc000005dc-487324_636x726

Depois da cirugia, a menina está feliz, vai a escola e nem parece que passou por tudo isso. O pesadelo acabou! Ela completará 9 anos em 2014.  Foto: Reprodução/metro

 

Fontes: scielowikipedia  dailymail Este texto é de autoria do Biólogo Paulo Alex

Novidades

Topo