Curiosidades

Este vídeo mostra os maiores e mais nojentos cravos sendo extraídos do nariz



Pessoas que ficam aflitas para espremer os cravos em outras pessoas, vão ver imagens que nunca vão esquecer. Um homem, procurou o consultório de um dermatologista por finalmente se sentir incomodado com a quantidade assustadora de cravos que estavam plantados na sua pele. Mas estes, não eram apenas cravos, eram cravos gigantes que podiam se passar facilmente por uma verruga. O médico realizou a extração, mas confessou nunca ter visto algo parecido. Era uma mina de ouro negro! Segundo ele, alguns cravos eram tão grandes que um deles caiu e saiu rolando pelo chão. O dono da “criação de cravos” disse que tentava extraí-los mas nunca conseguiu.

Na verdade os cravos são poros entupidos de gordura (sebo). A nossa pele é recoberta por uma proteína que protege contra o ressecamento, chamada queratina. Ás vezes a queratina produzida atrapalha a saída dos poros, o que pode ser agravado como uso de produtos de beleza muito gordurosos. A pontinha preta do cravo é resultado da reação de oxidação de uma quantidade grande da proteína com o oxigênio do ar. Mesmo com o poro fechado a glândula sebácea continua produzindo gordura, ela então vai se acumulando no poro formando o cravo.


Estas bolas pretas maiores medem mais de 1 mm e são conhecidas como cravos macrocomedões, que são normalmente vistos em pessoas idosas que toamram muito sol na pele durante toda vida. O nome desta ocorrência é Síndrome de Favre-Racouchot também conhecida como  “elastose cutânea nodular “.

 

Buraco deixado depois da extração dos macrocomedões. Foto: Reprodução/youtube

Fonte: Jornal Ciência

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.