Se este carrapato te picar, você nunca mais vai poder comer churrasco! Ele transforma as pessoas em vegetarianos obrigatórios


Parece inacreditável que um pequeno carrapato poderia fazer com que uma pessoa fosse obrigada a se tornar vegetariano. Mas a verdade é que um surto de pessoas com uma estranha e grave alergia a carne tem surpreendido os médicos nos Estados Unidos. A alergia repentina parece surgir depois que a pessoa é picada por um tipo de carrapato.

Segundo informações divulgadas na NBC, a relação entre a picada do carrapato e a alergia, já vem sendo estudada há alguns anos, mas nos últimos meses tem se tornado preocupante e cerca de 200 pessoas já foram contaminadas com o carrapato e supostamente passaram a ser gravemente alérgicas a carne. Hambúrguer, bife? Nem pensar! Foi difícil chegar ao diagnóstico, uma vez que, os sintomas se assemelham aos de intoxicações alimentares graves.

Tais carrapatos, antes encontrados em uma localidade do litoral de Nova York, agora começaram a se espalhar para outras regiões. Os aracnídeos são da espécie Amblyomma americanum, também conhecidos como “Lone Star Tick” (carrapato estrela solitária). As fêmeas e mordedoras, são facilmente reconhecidas por apresentarem uma mancha bem amarela no dorso. É uma espécie considerada praga notória, e são mordedores agressivos de seres humanos. Os adultos surgem entre abril e agosto (época do surto alérgico).


Mas como esse bicho tem esse “poder” de converter um carnívoro? Estes carrapatos possuem um carboidrato chamado galactose-alfa, que se localiza na membrana celular dos animais, mas não em humanos e primatas, cujos sistemas imunológicos o reconhecem como um corpo estranho. As carnes que estamos acostumados a ingerir, possuem esta substância, no entanto, nosso sistema digestivo cuida para que nenhuma reação alérgica aconteça. Só que, a picada deste carrapato desencadeia uma resposta imunológica do organismo. A substância é reconhecida como corpo estranho, cria anticorpos que irão causar um forte alergia na próxima vez que a pessoa comer carne que contenha a galactose-alfa.

As pessoas que buscaram ajuda médica com sintomas alérgicos severos picadas de carrapatos recentemente, algumas já com quadro de edema de glote, tiveram seus exames de sangue indicando forte alergia a carne. Segundo os alergistas, as reações alérgicas podem ser controladas com anti-histamínicos ou adrenalina, mas alergia a carne irá persistir e a pessoa terá que passar a evitar ingestão de carne se não quiser ter crises alérgicas graves e até morrer.

Amblyomma_americanum
Todas as fases de desenvolvimento do “Lone Star Tick“. Foto: Reprodução/tickencounter
Fonte: NBC e tickencounter

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.