Curiosidades

Atenção mães: Crianças que chupam dedo podem apresentar diversos problemas anatômicos e respiratórios





“Meu filho de 1 ano aprendeu chupar o dedo. Não sei mais o que fazer. Queria saber se essa mania pode trazer algum problema.” (Jussara Souza)

O ato de chupar o dedo pode ser observado ainda quando o bebê está no útero da mãe. Ele acontece instintiva e naturalmente para fortalecer a musculatura responsável pelos movimentos da sucção, preparando-se para mamar. Mas apesar de natural esse hábito pode causar diversos problemas para a criança, que vão desde problemas emocionais como até mesmo fisiológicos e estéticos.


O ato de chupar o dedo acaba criando uma sensação de segurança para a criança, e a partir de um ano de idade pode acabar virando uma mania, se tornando frequente e se estendendo para qualquer ocasião. Dentre os problemas possíveis estão as alterações da arcada dentária como mordida aberta, cruzada ou profunda, dependendo da posição em que o dedo é levado à boca, da força durante a sucção, ou da posição da mandíbula durante a sucção. Isso pode levar a criança a respirar pela boca pois deixa a musculatura oral flácida. Com isso a criança pode ter a fala afetada e trocar os sons na hora de falar e, se não corrigido antes da criança entrar na escola, pode criar problemas na alfabetização. Além disso a criança maior, que ainda chupa o dedo, também pode ser excluída do grupo pelo comportamento infantilizado, já que o gesto de chupar o dedo pode ser caracterizado como uma “atitude de bebês”.

thumb-sucking-

Chupar o dedo pode trazer problemas mais graves do que a chupeta. Foto: Reprodução/ tguard

É bom sempre lembrar que chupar o dedo pode trazer problemas mais graves do que a chupeta. Enquanto a chupeta pode ser retirada durante a noite ou enquanto a criança brinca, esquecida durante um tempo ou até mesmo perdida, o dedo estará sempre disponível para a criança colocar na boca o quanto quiser. Porém a chupeta usada em excesso traz os mesmos problemas que o dedo na boca.

thumbsucking-consequences-1

Dentre os problemas possíveis estão as alterações da arcada dentária como mordida aberta, cruzada ou profunda. Foto: Reprodução/ hereforddentist

Recriminar a criança não ajudará no processo de transição entre a sucção para mamar e a fase de chupar o dedo. Para evitar a sucção do dedo, além de aleitamento materno, os pais precisam ter muita paciência. Sempre que ela estiver com o dedo na boca é importante distrair a criança para que ela foque em outra coisa. Além disso, um acompanhamento com um dentista para verificar a formação dentária e se nenhum problema estar ocorrendo é sempre bem vinda. Se o hábito se tornar vicioso é necessário procurar um fonoaudiólogo ou um psicólogo para ajudar a combater o hábito.

thumb-guard-clear

Para os casos graves, alguns médicos receitam o uso de aparelhos como este, pelo menos durante o sono, para evitar que a criança leve o dedo na boca. Foto: Reprodução/ hereforddentist

 

 

Fonte: guiadobebe

 

 

Novidades

Topo