Curiosidades

Síndrome rara faz com que mulheres tenham centenas de orgasmos por dia

Síndrome rara faz com que mulheres tenham centenas de orgasmos por dia
Esse texto foi útil para você?

Sim, isso é possível. O nome desta doença, considerada rara, é PSAS (em inglês “Persistent Sexual Arousal Syndrome“). No Brasil, os médicos chamam de Síndrome de Excitação Sexual Persistente. O problema só ocorre em mulheres e trata-se de uma excitação genital espontânea e persistente, que resulta em orgasmos incontroláveis durante todo o dia em qualquer lugar, a qualquer hora, fazendo qualquer coisa. Isso tudo, sem que a pessoa esteja pensando, sentindo ou desejando sexo. Uma mulher acometida por essa desordem pode ter de 80 a 500 exaustivos orgasmos diários!

 O mínimo estímulo é motivo para desencadear excitação extrema seguida de orgasmo: um secador ligado, o movimento do carro, a vibração do celular e até mesmo, música alta.  Segundo especialistas, há um aumento há um aumento de fluxo sanguíneo persistente nos órgãos sexuais que faz com que a mulher esteja constantemente excitada. Suas causas ainda não estão definidas, mas acredita-se que uma inflamação nos órgãos pélvicos, resultam em um estímulo constante no nervo que irriga o clitóris, aumentando ali a circulação de sangue como ocorre durante a excitação feminina. Todos os casos relatados aconteceram na vida adulta, e a maioria das mulheres afirmam que sofreram algum trauma pélvico antes de desenvolverem PSAS.


PSAS

.
Zara Richardson, inglesa, enfermeira, 30 anos, já contabilizou 500 orgasmos por dia.

“Fui diagnosticada com PSAS em 2010, depois de passar por dois meses sentindo-me constantemente excitada. Eu achava que era uma louca ninfomaníaca, mas descobri pela internet que realmente existe essa doença. Meu médico receitou  antidepressivos leves, analgésicos e anti-inflamatórios para os dias de ataques incontroláveis. Faço uso de compressas quentes e frias para diminuir a excitação. Tenho me sentido extremamente deprimida e já pensei em acabar com minha vida. Há dias que passo o tempo todo no quarto trancada, no escuro, me aliviando.” Foto: Reprodução /coolstuffdirectory

SNF1499_1601124a

.
Sarah Carmen, britânica de 24 anos, tem até 200 orgasmos por dia.

“Tudo me excita dolorosamente. Pegar um trem, andar de carro, secar os cabelos, tudo isso me leva ao orgasmo. Tudo começou quando eu tinha 19 anos e o médico me receitou antidepressivos. Os remédios me deixavam excitada constantemente e depois de poucas semanas passei a ter orgasmos múltiplos, mesmo parando com o medicamento, nunca mais voltei ao normal. Tenho dificuldades de arrumar namorados que se sentem entediados com a situação. A única coisa que eu queria, era ter uma vida normal.” Durante a entrevista ao jornal britânico, ela teve 5 orgasmos em 40 minutos.” Foto: Reprodução/coolthingsworld

Sarah-Carmen

.

Rachel, americana de Atlanta, chega a ter orgasmos a cada 30 segundos por 6-8 horas por dia.

Aprendi a me controlar para tentar ter uma vida normal.  Nos dias de maior controle, costumo ter 100 orgasmos. Sem autocontrole, é impossível sair de casa. O ciclo de centrifugação da máquina de lavar me deixa extremamente excitada, não posso ficar perto. No início ficava irritada quando meu marido me negava alívio, mas hoje, já aprendi a conviver com isso sem incomodá-lo.” Foto: Reprodução/DailyMail

rachel

 

.

 Gretchen Molannen,  39 anos, tinha 50 orgasmos seguidos sem trégua.

Infelizmente Gretchen foi  encontrada morta em sua casa na Flórida, nos Estados Unidos, em dezembro de 2012. Aparentemente, ela cometeu um suicídio depois de lutar por mais de 15 anos contra um caso severo de PSAS. Uma semana antes da morte, Gretchen havia concedido entrevista a uma rede de televisão para contar um pouco mais sobre sua doença que, segundo ela, começou aos 23 anos.

gretchen

Fonte: Tua Saúde e DailyMail


Novidades

Topo