Se eu estudar Biologia serei obrigado a manipular animais como sapos, aranhas, insetos, cobras… etc?

“Ao pesquisar alguns cursos, logo me identifiquei com Biologia. Só que tem um pequeno problema. Como eu quero me tornar bióloga sendo que eu morro de medo de sapos? Sinceramente, até ao ver uma lagartixa eu saio correndo. Meu medo por sapos é fora do limites, não consigo ver imagens e nem vídeos! Minha professora de biologia diz que não somos obrigados a mexer, mas isso me preocupa demais.” (Daniela Martins)

Daniela, a graduação em Biologia oferece mecanismos para estudar os seres vivos e analisar as principais características das formas de vida, o seu papel na natureza, a interação dos mesmos com outros seres vivos, bem como sua evolução. Apesar de muitas disciplinas exigirem do graduando uma grande dedicação à área de Botânica (plantas) e Zoologia (animais), o curso não feito somente com este propósito. Em Ciências Biológicas, estudamos também diversas áreas que envolve o corpo humano, como sua anatomia, fisiologia, desenvolvimento embrionário. Ainda abrange áreas interessantíssimas como genética, microbiologia e análises clínicas.

O legal de ser Biólogo, é que você aprende de tudo um pouco durante os 4 ou 5 anos (depende a Universidade) de estudo e temos, a oportunidade de escolher nossa área de atuação que será direcionada no momento em que você optar por um estágio em uma instituição fora da Universidade. Muitos alunos já chegam na graduação, certos do que querem fazer na sua carreira de Biólogos, mas muitos ainda chegam imaturos, precisando de orientação para descobrirem seu “dom”. Outros chegam certos de uma coisa, mas se apaixonam por outra e acabam trocando de área durante o curso. Isso é super normal, e acontece o tempo todo.

frog_liver_eggs
Alunos dissecando uma rã em aula de anatomia de animais. Foto: Reprodução/biologywithmissbuchheit

Algumas pessoas realmente tem receios (ou pena) de manipular animais, outros se quer conseguem assistir a uma aula no laboratório de anatomia sem se sentir mal e alguns até tem vertigens ao participarem de aulas práticas com agulhas e sangue. Cada um tem um “medinho”. Isso também é normal e não fará da pessoa um Biólogo pior ou melhor! Acredite: dentro da Biologia, o leque de opções é tão grande que você poderá passar o curso inteiro, se sair muito bem sem que nenhum professor te imponha vencer seus medos, pois ele também tem os próprios medos. Além disso, muitas universidades já adquiriam softwares em que o aluno pode dissecar animais virtualmente.

Mas enfim, somos obrigados a manipular lagartixas, minhocas, insetos, sapos e outros? A resposta é NÃO. Mas, se não temos coragem de enfrentar o medo, seremos “biólogos incompletos”? A resposta também é NÃO. No entanto, as aulas práticas com animais (dissecar minhocas, baratas, manipular cobras e etc) são fascinantes, e no momento em que nos vemos dentro do laboratório tendo essas oportunidades parece que o medo vai embora. Quando o medo persiste, tudo bem… nenhum professor vai diminuir seus pontos porque você tem medo de sapos e minhocas. O curso seguirá seu rumo, e você terá diversas outras áreas para se apaixonar e se identificar.

Eu garanto: Dificilmente uma pessoa se torna Biólogo sem aproveitar a oportunidade de manipular sangue, lidar com animais vivos ou não, se encantar com uma aula no laboratório de anatomia com corpos e órgãos reais. Vai por mim!

dissection-(11)
Aqui, uma aluna faz um corte longitudinal em uma minhoca já morta. Foto: Reprodução/toadhaven
dissection-(17)
Dissecção de estrela do mar também pode acontecer durante o curso. Foto: Reprodução/toadhaven
frog-dissection-014
Mais uma dissecção de rã. Foto: Reprodução/toadhaven