Curiosidades

Hepatite B pode ser sexualmente transmissível mesmo para pessoas vacinadas?

Hepatite B pode ser sexualmente transmissível mesmo para pessoas vacinadas?
Esse texto foi útil para você?

“Tenho hepatite B e vou me casar, meu noivo já tomou todas as vacinas. Queria saber se mesmo assim, posso passar a doença para ele. Também queria saber por que a hepatite B é sexualmente transmissível!” Carla Nogueira

Carla, infelizmente a chance existe, ainda que pequena (por volta de 5%), de você transmitir o vírus para o seu marido. A vacina contra a hepatite B é bastante eficaz, com proteção de cerca de 95% e duração de mais de 15 anos. Por nos garantir esse longo período de imunidade contra o vírus, no momento não há recomendações para que doses de reforço sejam tomadas. Mas como a proteção não é de 100%, é aconselhável o uso de preservativos em todas as relações sexuais.


Muitas pessoas não sabem que a hepatite B é uma doença sexualmente transmissível (DST), e que é muito mais fácil contrair hepatite B por via sexual do que HIV! O vírus dessa hepatite é encontrado em todas as secreções corporais e também nas excreções. Porém, apenas o sangue, fluidos vaginais e sêmen são infecciosos porque apresentam alta concentração do vírus. Como quantidades mínimas de sangue bastam para transmiti-lo, pessoas que moram com um portador do vírus devem tomar a vacina.

Além dessas vias existe a transmitida da mãe para o bebê durante o parto. Como o recém-nascido não tem o sistema imune maduro, são grandes as chances de desenvolver a forma crônica da doença, que pode levar a um câncer hepático. Para evitar esse apavorante quadro, deve ser administrada uma combinação de anticorpos e vacina contra a doença logo após o nascimento.

Com os cuidados necessários, uma pessoa com hepatite B pode ter uma vida sexual normal e ter filhos sem problemas, mas precisa do acompanhamento médico!

casal

Desde que tenha acompanhamento médico, o casal não precisa se preocupar e pode ter uma vida sexual normal. Foto: Reprodução/lookfordiagnosis

virus

 A vacina contra a hepatite B é bastante eficaz, com proteção de cerca de 95% e duração de mais de 15 anos. Foto: Reprodução/rizalfazar

Fontes: Who, DrauzioVarella e Microbiologia Médica e Imunologia

Novidades

Topo