Melhores amigos: Estudo diz que compartilhamos muitas semelhanças de DNA entre eles

Você já tem um amigo que só de olhar, você já sabe o que ele está pensando? Aquele amigo que acha graça das mesma coisas que você? Que gosta dos mesmos tipos perfumes e roupas? Este texto vai revelar um estudo em que você descobrirá que seu amigo é muito mais do que um companheiro para baladas.

Estudos concluídos em 2014 apontam que nós não escolhemos nossos amigos por acaso. Existe uma explicação biológica para que sintamos mais confortáveis com nossos amigos, às vezes até mais que os próprios parentes de sangue. Ter uma variedade de pessoas em nossas vidas é importante para exercitar nossa sociabilidade, mas o fato é que a amizade parece ser algo mais do que um sentimento. É uma afinidade genética. Cientistas garantem que temos mais semelhanças de DNA com nossos amigos, do que com estanhos em uma mesma população.

Você e seu melhor amigo são geneticamente programados para ter afinidade uns com os outros. Ter um DNA parecido leva as pessoas a gostarem das mesmas coisas, a se sentirem bem em certos lugares, com base, principalmente nas semelhanças do sistema olfativo. Por exemplo, pessoas que gostam de café, do cheiro, do gosto, frequentam cafeterias e estão susceptíveis a se conhecer e fazerem amizade com as pessoas que frequentam o mesmo lugar. De acordo com o estudo, qualquer atividade social tem cheiros únicos que atraem as pessoas semelhantes, com ideias semelhantes que acabam resultando em diversas oportunidades de amizades florescerem.

Os pesquisadores, descobriram que nossa afinidade genética com nossos amigos, é semelhante a de um primo de quarto grau. Há pouco tempo, os estudos eram focados na semelhança genética com nossa família, onde todos tem “o mesmo sangue”. Mas este estudo, revelou um ponto de vista oposto, em que a família já são relações construídas desde que nascemos, e os genes que estão ligados a ter afeição por estranhos, nos leva a amar, se preocupar com pessoas que estão longe de serem nossos parentes de sangue.

Mas, o estudo também mostrou que nem tudo é semelhante entre amigos. As pessoas que optam por iniciar uma amizade, tendem a possuir uma sistema imunológico diferente, um fator também encontrado em casais. Para nossa segurança tem que ser assim, pois, ser imunologicamente diferente dos nossos amigos, nos dá uma espécie de “proteção física imunológica” para os momentos em que estamos juntos.

bestfriends

O estudo sugere uma visão completamente diferente da genética e que, podemos saber se uma amizade será duradoura comparando seu código genético com o do suposto amigo. Foto: Reprodução/ imgarcade

Fonte: About.com