Conheça as polêmicas cartilhas de Educação Sexual para crianças de 6 a 12 anos

“Sou professora de Ciências do Ensino Fundamental I da rede municipal, logo a idade em que as crianças estão bastante curiosas sobre o sexo. Eu gostaria de saber sobre as cartilhas para Educação Sexual.” Heloísa Maria

Olá Heloísa, procuro não colocar minha opinião pessoal sobre os assuntos do blog, pois acredito que isso influencia as pessoas a tirarem suas próprias conclusões. No caso das cartilhas, existem várias tentativas, aprovadas pelo MEC de educar crianças de 6 a 12 anos sexualmente, exemplificando e explicando sobre o ato sexual, prazer e masturbação. São cartilhas muito ilustradas e tem uma linguagem bastante simplificada de modo que toda criança é capaz de entender.

Acredito que todo este material foi revisto por psicólogos e educadores e procurou apresentar o melhor material possível. Assim, em qualquer tempo, tais cartilhas precisam ser analisadas com atenção, levando-se em conta as realidades das comunidades, nas diferentes regiões. Mas será que isso funciona? Será que faz bem para uma criança de 7 anos conviver com imagens como estas? Ou, o sexo é um ato natural, deve ser aprendido desde cedo com respeito? As crianças tem direito de conhecer sexualmente o corpo antes da adolescência?

Apresento abaixo três cartilhas que já foram aprovadas pelo Ministério da Educação. Qual a sua opinião? (as imagens receberam tarja preta em áreas onde havia conteúdo considerado impróprio pelo Google).

cartilha01a

cartilha01

 Coleção “Educação Sexual – Perguntas e respostas”. Fotos: Reprodução/Educação Sexual

cartilha02

cartilha02a

Cartilha ” Tô Crescendo” para crianças de 6 a 9 anos.  A cartilha foi produzida pelo Governo Federal em 1997 através do Ministério da Saúde e logo depois de entregue as Escolas acabou sendo recolhida devido a opisição dos pais ao conteúdo. Acontece que em muitas escolas, as cartilhas acabaram ficando nas bibliotecas. Fotos: Reprodução/Tô Crescendo-Ministério da Saúde

cartilha031

cartilha03a1

‘Mamãe, como eu nasci?’, de Marcos Ribeiro, utiliza uma linguagem básica e com ilustrações que auxiliam o entendimento dos pequenos, explica a diferença entre os corpos masculino e feminino, como acontece a relação sexual, o que é gravidez e até os tipos de parto. Foto: Reprodução/Mamãe, como eu nasci

Responda a enquete:

Desculpe, não há enquetes disponíveis no momento.