Animais

Você não vai acreditar quando souber porque gostamos tanto de estourar plástico bolha!

Você não vai acreditar quando souber porque gostamos tanto de estourar plástico bolha!
Esse texto foi útil para você?

É realmente difícil encontrar alguém que resista à tentação de estourar um plástico bolha. É como um compulsão. Encontrar um plástico bolha disponível para estourar é um presente para quem está estressado ou tenso. Na verdade esse brinquedinho chega até nós com o objetivo de embalar produtos e objetos frágeis, onde as bolhas de ar funcionam como um amortecimento contra choques. Mas quando vimos um pedaço de plástico bolha, só dá vontade de estourar todos e mais nada!

Estourar plástico bolha funciona como uma forma de aliviar o stress. Cumprir a missão de estourar todas bolhas, nos deixa compulsivamente animados. Ainda não se sabe ao certo o efeito que estas bolhas de plástico no cérebro, mas alguns cientistas garantem que nossa atração por plástico bolhas tem um fundamento genético. Estranho, não é?


O melhor vem agora: acredita-se que plástico bolha aciona em nosso cérebro um instinto arcaico presente nos nossos ancestrais: o ato de caçar e estourar piolhos uns nos outros. Não é novidade para ninguém que alguns animais, dentre eles os macacos, possuem este importante comportamento social que acalma, conforta e tem efeitos relaxantes para este animais. Especialistas acreditam que a compulsão que temos em estourar repetidamente as bolhas, está ligado ao gene HOXB8, presente no cromossomo 17, que controla o comportamento compulsivo nos seres humanos.

aaaBOLHA-plastico

O mais legal é que pensando nesta compulsão, o artista plástico italiano Biancoshock, disponibilizou pedaços de plásticos bolhas em pontos de ônibus para que as pessoas gratuitamente retirassem seus pedaços e aliviassem o stress enquanto esperavam seu ônibus. Inspirados por esta ideia, o Movimento Faz Bem e o Coletivo Amor espalharam montinhos de plástico-bolha por pontos de ônibus ao longo da Avenida Afonso Pena, no Centro de Belo Horizonte (MG) com o objetivo de contribuir para um dia mais leve e menos tedioso. Foram penduradas plaquinhas incentivadoras com frases como: “Antiestresse grátis” e “pegar, estourar e ser feliz“. Foi um sucesso e que a moda pegue!

Imagens do projeto do italiano Biancoshock

platico-bolha-italia

platico-bolha-BH

Imagem do Movimento Faz muito Bem em Belo Horizonte – MG.

Fonte: Movimento Faz muito Bem e Pag. 17 do livro "Mathematics Under the Microscope" (Alexandre Borovik)

Novidades

Topo