Curiosidades

Por que ficamos tão viciados em jogos como o Candy Crush?

Por que ficamos tão viciados em jogos como o Candy Crush?
Esse texto foi útil para você?
“Sou completamente viciada em jogar ‘Candy Crush’ queria saber por que viciamos em jogos aparentemente inofensivos. Existe  explicação para isso?” Gláucia Ferrara

Pois é Gláucia, você não está sozinha no mundo. Hoje acredita-se que mais de 50 milhões de pessoas jogam Candy Crush mais 600 milhões de vezes por dia. O vício é tanto que psicólogos já realizaram um estudo para explicar o motivo de tanta “gana” em jogar.

O game é programado com características capazes de estimular o usuário a jogar compulsivamente. Segundo especialistas, o vício em jogar Candy Crush está relacionado ao um fenômeno psicológico conhecido como “efeito Zeigarnik“. Este fenômeno é um mecanismo cognitivo que nos ajuda a lembrar mais das tarefas inacabadas que das acabadas. Todos nós enfrentamos um estado de tensão sempre que “algo” que precisa ser feito ainda não o foi. Esta tensão é a responsável por nos lembrar que devemos voltar àquela tarefa para termina-la. A tensão só desaparece depois da tarefa concluída. De fato conseguimos perceber com bastante clareza o alívio que sentimos ao concluir as ações que nos propomos.


Baseado nisso, pesquisadores descobriram que garçons (isso mesmo, garçons!) memorizam os pedidos dos clientes até que tudo esteja servido na mesa. A tarefa incompleta “gruda” na memória e só são esquecidos quando os pedidos são entregues. O fenômeno não vale apenas para os garçons. Cada nível do Candy Crush é uma tarefa, como um pedido a ser entregue ao cliente no restaurante. O jogador sente a mesma urgência de resolver o problema.

E não é só isso. O Candy Crush dá cinco vidas ao jogador. Quando acabam, é preciso esperar 30 minutos para voltar a ganhar uma vida. Durante esse tempo, o problema fica sem resolução. Essa lógica reforça a ideia de que o usuário deve voltar todos os dias para aliviar sua tensão. Os psicólogos garantem que jogo não é montado dessa forma por acaso. Tem uma lógica que busca “obrigar” o jogador, criando a expectativa e a ansiedade.

candy-crush

Segundo especialistas, o vício em jogar Candy Crush está relacionado ao um fenômeno psicológico conhecido como “efeito Zeigarnik”.


Novidades

Topo