Cientistas finalmente descobriram o que é isso! [Vídeo]

"]

Dezenas de e-mails chegaram ao Diário de Biologia pedindo solução para o problema. Quem estaria construindo essa minitorres com cercas? Uma aranha? Um fungo? Ou alienígenas? 

 A estrutura que mede apenas 2 centímetros de comprimento, foram descobertas em Setembro de 2013 depositadas com todo cuidado em troncos de árvore na floresta Amazônica peruana e foi descoberta e fotografada por um estudante de doutorado da faculdade de Georgia Tech. Este mesmo pesquisador acreditava que a estrutura era uma bolsa de ovos de aranha na base da pequena torre que está protegida por esta cerca o tempo todo. Talvez a cerca tenha função aprisionar comida para os filhotes quando nascerem ou apenas uma proteção para a torre. Alguns pesquisadores acreditavam era uma espécie de fungo ainda não vista. Outros acreditavam que era um espermatóforo de aranha diferente protegido com seda.

 O fato é que especialistas em aracnídeos, lepidópteros, fungos passaram dois meses em busca da resposta. Montaram um expedição para a Amazônia peruana e outras 50 estruturas foram encontradas e três delas foram coletadas e foram dispostas sobre placas de vidro na esperança que o mistério fosse revelado. Não deu outra: Depois de duas semanas duas aranhas saíram da torre e então… Aquilo é mesmo uma bolsa de ovos de aranha!

Ainda não se sabe qual a espécie e nem mesmo a família ou o grupo foram identificados. Ainda permanece o mistério de qual seria a função da cerca de seda que circula a bolsa de ovos. No entanto, nos dias de observação, formigas tentaram entrar na torre, mas voltavam para trás a partir da cerca e alguns especialistas reforçam que a estrutura que circula a torre de ovos serve  realmente para proteger. Alguns ácaros foram atraídos para a cerca e pode ser que ela também tenha função de aprisioná-los para que sirvam de alimento para as aranhas que saem da torre.

Mistério resolvido!

ic5227809d

aj522780a6

first

Esta foi a primeira estrutura encontrada pelo pesquisador, estava presa em um lona azul.

size_590_cerca-amazon

Fonte:  Wired.com e Live Science






"]