Curiosidades

Beijar na boca é muito mais importante do que você imagina

O beijo na boca é observado em mais de 90% das culturas humanas. Várias teorias têm sido propostas para explicar este comportamento, mas nenhuma delas oferecem uma explicação completamente aceitável do ponto de vista evolutivo. Encostar a boca na boca é um comportamento comum em muitos animais e tem diferentes funções. Muitos peixes, por exemplo, durante uma agressão encostam as bocas para avaliar as habilidades físicas e potenciais do adversário. Dentre os primatas, os macacos bonobos, possuem também o contato labial, mas geralmente são apenas “selinhos” muito diferentes do beijo do ser humano que é um ato sexual com contato da língua e troca de saliva. Este beijo sexual é comportamento exclusivo do ser humano.

 Nos seres humanos o beijo é uma forma de se sentir mais próximo do parceiro e avaliar se ele é um reprodutor em potencial, um recurso essencial antes de desencadear um ato sexual. Mas um estudo recente mostrou que tal comportamento pode ser explicado melhor ao ponto de vista evolutivo. O beijo na boca reconstrói nosso sistema imunológico, expondo cada um às doenças do outro. Os cientistas afirmam que este comportamento é particularmente importante quando se trata do Citomegalovírus Humano (HCMV), um tipo de vírus do herpes que possui severas propriedades teratogênicas quando está em fase ativa, ou seja, pode causar alteração na estrutura ou função dos descendentes. Assim, sua infecção pode apresentar sérios riscos para os filhos que o casal possa gerar.


Citomegalovírus

Citomegalovírus Humano (HCMV) é um tipo de vírus do herpes que possui severas propriedades teratogênicas quando está em fase ativa, ou seja, pode causar alteração na estrutura ou função dos descendentes. Foto: Reprodução/blogdovalter

O Citomegalovírus Humano é facilmente trocado durante o beijo. É importante para as fêmeas entrar em contato com o vírus o mais cedo possível para que crie anticorpos e sejam capazes de proteger seus filhos contra a ameaça de uma infecção recente que podem efetivamente deixar sequelas. Assim, beijar o parceiro antes de engravidar é uma grande vantagem para o futuro bebê. Uma vez que, o padrão de acasalamento humano consiste de um período de interesse antes de se envolver em uma atividade sexual plena. É o período em que a fêmea avalia a saúde do parceiro e se necessário se exponha às doses necessárias de HCMV para que seu sistema imunológico desenvolva anticorpos. Portanto, nada de “ir para a cama” no primeiro encontro!

Beijo

O Citomegalovírus Humano é facilmente trocado durante o beijo.

Fonte: C.A. Hendrie & G. Brewer (2010) Kissing as an evolutionary adaptation to protect against HumanCytomegalovirus-like teratogenesis.


Acesse nosso novo site! data-recalc-dims=

Novidades

Topo