Anomalias e doenças

Será que conheço essa pessoa? Você tem dificuldade de reconhecer rostos?



Mais uma doença que parece mentira. Já imaginou se você não pudesse reconhecer o rosto dos seus filhos? Da sua mãe e até mesmo o seu próprio rosto?

Pois é, algumas pessoas sofrem de “cegueira para feições” ou Prosopagnosia, um distúrbio em que a habilidade de reconhecer os rostos está danificada, mas a habilidade de reconhecer objetos é normal. Isso quer dizer que a pessoa com esta doença em estágio avançado não reconhece rostos de ninguém, nem o próprio rosto. É como se houvesse uma tela branca cobrindo as faces que impede o reconhecimento.


Não é um distúrbio raro, em um teste feito por especialistas de 1.660 pessoas, 2% é prosopagnóstico. Nessa doença existem em diversos graus de intensidade. Normalmente ela vem de forma branda em que o doente se encontra em um dilema (“Será que conheço essa pessoa?” ou “Essa pessoa não é estranha”) e como convive com isso por toda a vida, acaba se achando apenas um distraído e nada mais. O que acontece é que a pessoa compensa o problema encontrando outras formas de reconhecer rostos, e sua dificuldade não aparece. O prosopagnóstico não reconhece pessoas do seu convívio pelo rosto, e sim pelo cabelo, pela voz, pelo jeito de se vestir, pela altura… Mas normalmente ela não percebe isso! Quando encontra alguém na rua, leva alguns segundos montando um quebra-cabeça com diferentes pistas até descobrir quem é a pessoa.

Estudos garantem que seja uma disfunção hereditária. Até recentemente era considerada como alguma lesão cerebral ou uma doença neurológica que afetam áreas específicas do cérebro. No entanto, os casos de prosopagnosia congênita ou desenvolvida tem sido relatados com muita frequência. Segundo pesquisas no campo das Neurociências, a área responsável pelo reconhecimento de faces encontra-se no Lobo Occipital, em uma região chamada área fusiforme da face. Nota-se que pessoas que possuem comprometimento nesta região, apresentam incapacidade do reconhecimento facial, mesmo quando este é familiar. Quanto ao tratamento, a terapia inclui um treino em que o indivíduo aprende a usar estratégias de reconhecimento como identificar as pessoas característica por característica envolvendo indícios secundários como a roupa, a cor do cabelo, a forma do corpo, e a voz.

Prosopagnosia: incapacidade de reconhecer rostos

Dois casos avançados de Prosopagnosia:

Certa vez, quando trabalhava em um bar, Victoria estava levando louça para a cozinha quando “uma mulher entrou na sua frente” e ela não conseguia fazê-la sair. “Eu estava ficando tão irritada que comecei a gritar com ela – e demorei alguns minutos para perceber que estava brigando com meu reflexo”.

Donna relata: “Eu estava andando por um corredor no trabalho quando uma mulher bloqueou meu caminho. Começamos a fazer aquela estranha ‘dança’, quando você se move para um lado e a outra pessoa se move na mesma direção”. Só depois de muita “dança” é que Donna percebeu que estava tentando atravessar um espelho.

espelho

“Eu estava ficando tão irritada que comecei a gritar com ela – e demorei alguns minutos para perceber que estava brigando com meu reflexo”. Foto: Reprodução/estadão

FONTE: Wikipedia e Superinteressante

Comentários

Novidades

Topo