Gato de duas caras: verdade ou mentira?

Imagens sensacionais de uma gatinha chamada Vênus, que teria a cara dividida exatamente ao meio em duas cores distintas (preto e dourado manchado) e ainda uma heterocromia: olhos de cores diferentes (azul e verde) me fez receber dezenas de pedidos para que confirmasse e explicasse o fenômeno. A gata existe mesmo. É real, uma verdade quase inacreditável. Parece mesmo coisa de Photoshop, mas tem uma explicação lógica e facilmente compreensível.

A qualificação “Quimera” ao ponto de vista mitológico é um animal híbrido composto por peças de diferentes animais. Em zoologia, os pesquisadores e especialistas dão este nome àqueles animais que contêm dois tipos de DNA, causada por dois embriões fundidos. É como se Vênus fosse seu próprio gêmeo (não idêntico). Animais quimeras acontecem quando o embrião é formado a partir de dois grupos de células com material genético diferente. Assim, cada população de células mantém o seu próprio caráter e o animal é uma mistura das células que já tinham começado a desenvolver nos embriões separados e mantiveram seus fenótipos originais. Isso significa que o animal resultante é uma bizarra, porém incrível, mistura de tecidos!

Gatos quimeras não são raros, inclusive o quimerismo se apresenta em diversos animais como cães, lagostas e etc… E acredite: até mesmo seres humanos podem ser quimeras. O quimerismo em humanos acontece quando dois óvulos fecundados se fundem antes do quarto dia de gestação, misturando as informações genéticas sem que o indivíduo sofra grandes mutações. Se a fusão entre os óvulos ocorrer após o quarto dia, eles produzirão gêmeos xifópagos (siameses).

vênus

Vênus existe mesmo. É real, uma verdade quase inacreditável.

venus

Em zoologia, os pesquisadores e especialistas dão este nome àqueles animais que contêm dois tipos de DNA, causada por dois embriões fundidos.

3

Animais quimeras acontecem quando o embrião é formado a partir de dois grupos de células com material genético diferente.

6

ada população de células mantém o seu próprio caráter e o animal é uma mistura das células que já tinham começado a desenvolver nos embriões separados e mantiveram seus fenótipos originais.

gato-700

Gatos quimeras não são raros, inclusive o quimerismo se apresenta em diversos animais como cães, lagostas e etc… E acredite: até mesmo seres humanos podem ser quimeras.

quimera

O quimerismo em humanos acontece quando dois óvulos fecundados se fundem antes do quarto dia de gestação, misturando as informações genéticas sem que o indivíduo sofra grandes mutações.

Fonte: National Geographic e Fanpage da Vênus