Curiosidades

Síndrome de Estocolmo: Pessoas que se apaixonam pelo seu sequestrador

Síndrome de Estocolmo: Pessoas que se apaixonam pelo seu sequestrador
5 (100%) 2 votes

Como estratégia de sobrevivência, a mente humana é capaz de desenvolver anomalias incríveis. Ser sequestrado e se apaixonar pelo sequestrador não é só história de filme. Na Síndrome de Estocolmo o raptado passa a admirar e até mesmo amar a pessoa que a sequestrou, tudo como parte de uma doença desenvolvida por um transtorno mental. O nome “Síndrome de Estocolmo” é devido a um assalto ocorrido em Estocolmo, na Suécia, em 1973, onde quatro pessoas foram mantidas reféns por seis dias. Depois de liberados, os indivíduos desenvolveram a síndrome e defenderam e amenizaram a culpa dos raptores, o que acabou até em casamento.

O comportamento de pacientes com essa síndrome sugere um instinto de sobrevivência inconsciente, em um gesto desesperado de preservação pessoal. O problema costuma surgir em situações psicologicamente traumáticas e os efeitos, geralmente, são preservados e as vítimas continuam a defender e a gostar de seus raptores mesmo depois de escapar do cativeiro. Hoje, sabe-se que os sintomas da síndrome de Estocolmo surgiam no relacionamento entre senhor e escravo e nos campos de concentração na Alemanha. Também é possível identificá-los nos casos de esposas agredidas por seus maridos, que mesmo em uma situação de perigo e sofrimento continuam amando e admirando o companheiro.

Como já dito, o processo da síndrome ocorre sem que a vítima tenha consciência. Assustadoramente, a mente parece desenvolver uma estratégia ilusória para proteger a saúde psicológica da vítima. O afeto e identificação emocional com o sequestrador preservam a vítima da realidade perigosa e violenta.




Silvio-santos-e-Patricia-Abravanel

Quem não se lembra do sequestro da filha de Sílvio Santos, Patrícia Abravanel, que, ao dar entrevistas, lembrava com carinho dos seus sequestradores? AQUI você verá o vídeo da entrevista no Jornal Nacional na época, onde é possível ver afeição com que Patrícia fala dos sequestradores.



image

Na Síndrome de Estocolmo a mente desenvolve uma estratégia de sobrevivência impressionante: A vítima se apaixona pelo sequestrador!

FONTE


10 comentários

10 Comments

  1. Daniel

    em

    Que loucura!

  2. A mente é mesmo um objeto de estudo fantástico!!!!

  3. Adriano

    em

    To pensando em sequestrar a Gisele Bunchen, jennifer aniston ou a Anna hickman pra ver se tenho sorte!!!!!

  4. Shadows

    em

    Sem novidades. Mulher gosta de tudo que não presta. Bandidos, traficantes, serial killers que recebem cartinahs de amor na prisão e até casam lá. Elas gostam do que é perigoso e proibido, tudo por causa de emoções estúpidas, que pra elas é a mesma coisa de se sentir vivas. Um fetiche doentio e imbecil, nisso elas acham que vão converter o cara mau num bonzinho, é a mesma coisa delas com cafajestes. Elas acham que vão converter o cafajeste em bonzinho.
    Tudo em nome do ego. Enquanto isso caras corretos e trabalhadores deprimidos, sem sexo, sem namoradas, sem ficantes.

    • Jéssica

      em

      Nossa, você deve ter MUITA raiva das mulheres e generalizou tudo. “Mulher gosta de tudo que não presta”, eu pelo menos nunca gostei de bandidos, traficantes… tenho raiva, ódio de gente assim. Agora, sim, tem mulheres que tem fetiches assim, mas como também tem homens que também querem sentir “emoções estúpidas”. Então, não generalize tudo, nem TODAS mulheres são assim. u_u

    • Angela

      em

      Elas, elas,…. não generalize, meu amigo

    • Pedro

      em

      Como se os cromossomos sexuais de alguém fosse definir de maneira tão generalizada o que atrai alguém afetivamente. E se, ALGUMAS mulheres se atraem por homens assim, não se pode dizer que ALGUNS homens não se atraem por mulheres que não tenham lá uma personalidade socialmente aceitável? Sua opinião foi generalizada e influenciada, comum de se observar na sociedade machista atual.

    • Thiago

      em

      Bom, ninguém pode mentir que os certinhos sofrem no colégio e faculdade, são escanteados, enquanto os namoradores pegam todas, mas até os certinhos conseguem namoradas, apesar da dificuldade.

      Acho que amigo exagerou nas palavras e ao generalizar, mas em resumo queria dizer isso.

      Talvez as mulheres que ele tenha se interessado tivessem esse perfil, enfim, o ser humano é muito complexo…

  5. Nossa que gosto mais estranho…

  6. Mas é interessante, assim como o conteúdo do site!!

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo