Curiosidades

Como pessoas surdas pensam?

“Karlla, quando uma pessoa nasce surda em que lingua ela pensa?” Davi Trindade

“Agora me bateu uma dúvida: como são os pensamentos do deficiente auditivo?” Mariana




“Sou fã do Diário de Biologia. Leio todo dia, e quando não tem novidades, leio coisas antigas. Minha dúvida é: pessoas surdas podem pensar?” Luara Vasconcelos

Davi, Mariana e Luara. É preciso deixar bem claro aqui que o deficiente auditivo possui apenas um bloqueio que o impede de escutar. Eles raciocinam normalmente assim como aquelas pessoas sem a deficiência, não possui nenhum retardo mental. Assim, é obvio que os surdos possuem alguma linguagem de raciocínio, só que, naturalmente, é diferente de quem não tem a deficiência. O pensamento é intimamente ligado à linguagem.

Anos atrás, os surdos congênitos eram chamados de “surdos-mudos”, e eram erradamente consideradas pessoas retardadas, pois a linguagem de sinais não era ensinada, a pessoa era surda e ponto final: estava destinada a viver desligado do mundo. Hoje, sabe-se que a linguagem de sinais e gestos é um grande passo para o aprendizado da criança surda. Dos 21 aos 36 meses a crianças aprende o básico e cria uma estrutura cognitiva essencial para o raciocínio futuro. Se os surdos congênitos não são diagnosticados antes de começar a escola, eles podem enfrentar graves problemas de aprendizagem para o resto de suas vidas, mesmo que em outros aspectos, a sua inteligência seja normal.



Uma pesquisa recente mostrou que a nossa voz interior, o monólogo privado em nossas cabeças, é essencial não apenas para o pensamento abstrato, mas também desempenha um papel fundamental em outras funções mentais superiores, como memória e auto-consciência. Nossa voz interior é como software que usamos para conduzir o hardware do cérebro. As pessoas nascidas surdez profunda nunca irá ouvir e assim nunca vai ter a imagem auditiva com que manter o pensamento privado. Sua única alternativa é pensar em linguagem gestual, essa que o coloca dentro do mundo.

Na verdade é um pouco ousado da minha parte tentar responder essa pergunta sabendo que posso escutar e formar meu monólogo interior, mas pesquisando e lendo sobre o que o deficiente auditivo diz, é possível formar uma opinião que pode ser discutida aqui. Os surdos também não compreendem como pensamos, da mesma forma que temos dificuldade em entender o pensamento deles. Os surdos garantem que pensam, mas eles sabem que aquela língua pensada não é o português, ou outra língua qualquer. Assim, o pensamento do surdo é muito mais complexo do que podemos imaginar, ele envolve, formas, imagens, leitura labial, gestos e palavras que eles mesmos criaram. De fato, conseguem interagir e seu cérebro é capaz de raciocinar de uma forma muito mais complexa do que aqueles que podem ouvir.

Abaixo, coloquei um texto de uma pessoa surda relatando como são seus sonhos. Gostaria de pedir aos leitores do site que são deficientes auditivos que colaborem dando suas opiniões. Elas são pessoas mais indicadas para ajudar na resposta!



TRADUÇÃO: “Quando eu tenho sonhos, estou sempre ouvindo e posso entender o Inglês perfeitamente. Eu acredito que a linguagem dentro dos meus sonhos não é real, é como se eu fizesse a minha própria língua, mas que identifiquei como Inglês. O movimento da boca das palavras é como na vida real (eu leio lábios muito bem) e é impossível que as vozes sejam semelhantes à linguagem da vida real. Acho que é realmente interessante… É como se eu soubesse o que é estar ouvindo.

screaming-fear

O pensamento das pessoas com deficiência auditiva é muito mais complexo do que vocês podem imaginar!

FONTE

35 comentários

35 Comments

  1. manotroll

    em

    mais eles não podem ouvir por vibrações assim como betovel fazia pra tocar piano

  2. Rafael

    em

    Show de bola, sempre ficava na curiosidade quanto a isso.

  3. daniel

    em

    Legal.

  4. Vinicio

    em

    Incrivel, adorei o blog

  5. Clara Telis

    em

    Acho o blog maravilhoso e amei o artigo ,acho que todos tem essa dúvida quanto a deficiência auditiva ,nos dá a impressão de que a pessoa vive num mundo paralelo ao nosso (o que com certeza é falta de informação).

  6. Douglas Snook

    em

    Opa! Não esperava ver esse artigo e incrivelmente curti muito. Ah, eu sou surdo.

    “O pensamento das pessoas com deficiência auditiva é muito mais complexo do que vocês podem imaginar!”

    Sim, concordo com essa frase e também o artigo acima. Mas comigo, normalmente não aparece os gestos, leitura labial e algumas coisas, apenas imagens criadas e/ou vívidas (quais eu vivenciei, dá pra entender, né?). E aliás, português é bastante influente do que Libras dentro dos meus pensamentos.

    Sim, alguns surdos (sim, alguns mesmo e não todos) são capazes de racicionar de um nível impressionante, pois já vi algumas pessoas ficaram impressionados com meu raciocínio.

    Tanto faz, porém, a Karlla tem razão que o cérebro dos surdos é tão complexo. Ops.
    (:

    • Obrigada pela contribuição Douglas! Muito legal sua participação!!!!! Beijos.

    • Mariana

      em

      Muito legal o artigo, Patrícia! Adoro seu site – e adoro compartilhar o que leio por aqui.

      Estou fazendo uma especialização de Técnicas Aplicadas ao Ensino de Biologia (sou formada em biologia, e atualmente leciono Ciências) e meu tema do tcc será justamente este (defini ontem – rs). Tenho dois alunos “inclusos”, muito especiais e inteligentes; e foi pensando neles que optei por essa linha já que, por exemplo, são muitas as palavras da nossa área que não possuem sinais correspondentes em Libras…

      Obrigada por mais um exelente texto…!

      Douglas, caso queira e possa se comunicar comigo, para me dar algumas dicas, acharia muito bom. Ah, sim: você se expressa e escreve muito bem. Parabéns =)

  7. Eliza Nunes

    em

    Outro dia eu estava pensando exatamente sobre isso.

    Ao ler o comentário aí de cima me bateu a mesma curiosidade: como Beethoven fazia para compor sinfonias se ele não escutava??? *.*

    • mario

      em

      Beethoven não nasceu surdo. 😉

      • Carol**

        em

        Ele passou a vida inteira fazendo música, então, PROVAVELMENTE quando ele ficou surdo, ele já tinha memoria auditiva o suficiente para lembrar dos sons.
        Não sei tenho certeza se é possível, mas eu consigo me lembrar da voz de uma pessoa, por exemplo. Então acho que a memória auditiva pode realmente existir.

  8. Isabela

    em

    Bethoven, com seu ouvido absoluto na música, reconhecia as notas e as “imaginava”; assim, mesmo quando ficou surdo ainda podia tocar e compor..
    Há relatos de que, nos ensaios das sua sinfonias, ele podia corrigir os outros músicos pela simpoles observação do movimento dos arcos de seus instrumentos…incrível, não? ^^

    Artigo mais que esclarecedor… é interessante perceber que uma simples deficiência pode não ser o que diferencia a percepção do mundo das pessoas…resta-nos, agora, adotar atitudes que comprovem o reconhecimento da igualdade intelectual de muitas vítimas de preconceito junto a pessoas que se julgam “normais” (a começar pela adoção de conhecimentos da linguagem dos sinais por todos)!

  9. Ocioso

    em

    Ludwig van Beethoven não é surdo. Era deficiente auditivo.

    Linguagem de sinais e gestos? Você é uma pessoa que falta de conhecimento! Usa a “língua de sinais” Nem os todos surdos gostam serão deficientes auditivos. Tem cultura própria e vive na comunidade surda. Por que surdos não chama ser deficientes auditivos? Boca a cala! Barack Obama vem de um pai negro e mãe branca, então é mulato, mas ele é grande orgulhoso por ser negro! Os surdos hereditários e deficientes auditivos têm orgulhosos por serão surdos também! Infelizmente os surdos estão em extinção causa do implante Coclear, inclusão escolar e genes são recessivos…Já viu os comportamentos dos implantados? Quocientes de inteligência dos implantados foram péssimos resultados. Quando os pais deixem suas crianças não usa mais de implante coclear e os ex- implantados se aumentos muitos seus quocientes de inteligência por natural junto aos surdos hereditários ou professores surdos que usa de Libras (Não é linguagem, é lingua!).

    A filosofia dos surdos quase iguais aos ouvintes que pensam… Só mais visual e curioso. Pois é! Eu sou surdo. 😉

    http://www.feneis.com.br – Feneis – Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos

    Boa noite!

    • Isabela

      em

      Olá !

      Deculpe se usei o termo incorreto para “Libras” ou se o ofendi de qualquer maneira. Ainda sou a favor da adesão da língua pela sociedade, pois não acredito que as pessoas surdas ou com deficiência auditiva devem permanecer excluídas em “suas comunidades”, e não é justo para com elas que as pessoas ignorem o fato de que é necessário saber se comunicar por Libras do mesmo jeito que nos comunicamos por Português.

      Talvez tenha me equivocado ao utilizar os termos “linguagem dos sinais” e “surdez”, mas acredito que foi apenas fruto da linguagem popular e até falta de conhecimentos sobre o assunto – como você disse – a qual estou submetida.

      Até mais! 🙂

  10. Whelynton

    em

    A lingua de Sinais é a imagem do pensamento.

  11. Whelynton

    em

    Lingua de sinais é a imagem do pensamento!

  12. fefe

    em

    Eu sou deficiente Auditivo o texto esta correto que eu ante eu não ouvia mas ouvia som mais alto e grave como trovão, o pensamento é igual do ouvinte mas mta gente ignorante q pensa surdo é retardado e infantil mas não é q nós surdos (as) estamos comunicando como libras, imitando sinal e ler labios, dependente dos (as) surdo (as). Hj Surdo (a) sofre preconceito e tbm falta adaptação como escola, faculdade, Legenda filme, cinema, comercial e informação, falta libras e nós estamos sofrendo por isso e tbm sente exclusão pelo sociedade.

  13. Frank

    em

    Eliza Nunes, se informa antes de dizer asneiras pelo amor de Deus!!!! Beethoven não nasceu surdo e não era paranormal ou um ser de outro planeta ele ficou surdo devido a uma enfermidade.

  14. Michelle

    em

    Eliza, Beethoven conseguia compor mesmo surdo pois ele tinha seu “ouvido interno” desenvolvido (essa expressão é utilizada no meio musical), ele ouvia a música na sua cabeça e apenas escrevia na partitura depois, não era preciso ouvir nenhum instrumento para poder compor ou para saber quais notas eram aquelas que ele imaginava. Da mesma forma ele conseguia ouvir uma música apenas lendo a partitura, além do mais há também a parte das vibrações das ondas sonoras que são sentidas.
    Recomendo vc assistir o filme “O segredo de Bethoveen” que conta a história dele depois que ficou surdo, é bem bacana ;D

  15. Amanda

    em

    Tenho vários amigos surdos. Um deles, que fala e lê lábios perfeitamente além de ser usuário da libras, me contou que nos sonhos fala e lê lábios como é na vida real, quase nunca sonha falando em libras.

    Ah, correção, por favor. É LÍNGUA de sinais, pois ela tem estrutura definida, gramática, regras, é uma língua como outra qualquer.
    Linguagem é como se fosse um quebra galho, um código, apenas uma ferramenta de comunicação rústica, sem padrões estabelecidos.

  16. Gabriel

    em

    Eu realmente acho que deveria existir uma espécie de “cadeira eletiva” nas escolas de libras.

  17. Patricia Magnino Franco

    em

    Adorei a postagem do blog, trabalho com surdos na Universidade Federal de Uberlândia, me considero bilíngue (língua portuguesa e língua de sinais brasileira), e observo que vivemos num mundo repleto de preconceitos e ignorancias, como foi falado no textos os surdos não possuem problemas cognitivos ou de aprendizagem, o maior problema são os pais que não aceitam o filho surdo e o tratam como se ele fosso um ouvido ambulante… Vigotski cita em seus estudos que para que o ser humano crie conceitos de mundo e de homem, é necessario que ele tenha uma lingua, sem lingua não somos ninguém… E os surdos possuem essa lingua que no Brasil é a Libras. Vocês poderam reparar tbm nos comentarios que alguns surdos escreveram, que a uma forma de escreverem diferente da nossa, o fato é que pra eles é dificil escrever uma lingua que não conseguem ouvir, isso mostra mais uma vez que eles são capazes de coisas incriveis… Pra mim não tem coisa melhor do que conviver ao lado deles, e precisamos lutar para que se acabe a ignorancia e q os surdos sejam tratados como pessoas comuns e não como se tivesse um problema mental… é preciso tbm que os pais de crianças surdas busquem ler, estudar oque é melhor pro seu filho, dedicar-lhe amor, aprendererem Libras juntos toda a familia, e o mais importante que vale a pena repetir… O SURDO É UM SER HUMANO COMPLETO COM SENTIMENTOS E PENSAMENTOS, E NÃO UM OUVIDO AMBULANTE. Não temos que dar foco no problema e sim dedicar naquilo que cada um sabe de melhor, afinal cada um é um dom… um talento…! Bjs

  18. Gabriel A.

    em

    Olá, professora Karlla. Achei muito interessante e esclarecedor o texto que redigiu. Esclareceu muitas dúvidas e erradas ideias que eu possuía sobre o assunto. Entretanto, o conhecimento gera, naturalmente mais dúvidas, e eu gostaria de apresentar a minha na seguinte forma: Todas as pessoas ao ”pensar”, (subtende-se que tal pensamento segue uma lógica) falam para chegar em alguma conclusão? Eu a pergunto isto, pois meu Q.I. não é algo estonteante, mas é relativamente alto em relação ao resto da população (foi medido em torno de 125, sendo a média aproximada em 95) e não utilizo frases para formular meu pensamento. Obrigado pela atenção e parabéns pelo seu texto.

  19. Danielle Alexandra

    em

    Olá!! Gostei do seu post!!! Sou deficiente auditiva e uso aparelho auditivo nos dois lados. E fiquei surpresa o quanto os ouvintes pensam sobre nós, surdos. Na verdade, achei estranho eles perguntarem se nós pensamos. Não importa quem seja, seja atrasado, neutro ou avançados, todos os seres humanos pensam.
    E li alguns comentários por aqui, e preciso discordar, é esse ” Infelizmente os surdos estão em extinção causa do implante Coclear, inclusão escolar e genes são recessivos…Já viu os comportamentos dos implantados? Quocientes de inteligência dos implantados foram péssimos resultados.”. Nós nunca seremos em extinção, não importa se usamos aparelho auditivo ou implante coclear, sempre seremos os surdos. O que acontece é que no começo da adaptação do uso do aparelho ou implante, estamos tentando acostumar algo, é um mundo novo que entrou em nossa vida, é muito diferente do que a gente está acostumado, e como resultado, o nosso comportamento muda completamente depois do uso do aparelho. Posso dizer, com muito orgulho, que estou fazendo medicina veterinária da federal. Claro que há muito obstáculos neste caminho, mas pra quem lutou muito pra chegar esse caminho, com certeza, não há pedras que me impeça de continuar. Pretendo ser melhor cirurgiã do Brasil, podem apostar nisso! Beijooo….

    • Rogério

      em

      Oi Danielle. Acho que os leitores não perguntaram achando que os surdos não pensam. Creio que ninguém tem dúvidas sobre a perfeita capacidade de raciocínio dos surdos.

      A dúvida é apenas em como eles organizam os pensamentos no que diz respeito a uma parte do raciocío que é formada como se houvesse uma voz dentro da nossa cabeça.

      Exemplo: Você vai atravessar uma rua e pensa “Será que dá tempo? Melhor ir pela passarela!”. É como se estivesse conversando sozinho.

      Nas crianças é comum fazerem esse mesmo tipo de raciocío, mas como se conversassem como um amigo imaginário.

      Já em outras oportunidades o raciocínio é visual. A gente pensa como se estivesse vendo um filme ou imagina um gráfico, animações etc.

      A dúvida é apenas como essa voz interior se manifesta. Seria similar como uma voz mesmo? Seria como se as libras passassem na mente da pessoa? Será que o raciocío passa a ser mais gráfico do que verbalizado? Será que imaginam a linguagem escrita?

      Enfim. São só dúvidas, acredito que sem preconceitos. 🙂

  20. Renato Camargo

    em

    Eu sou surdo e não sou mudo… Claro, não é todo surdo que é mudo, não sei libras, até porque eu acho que nunca precisei, eu tenho essa voz interior como você disse, mas eu converso comigo mesmo em segunda pessoa, por exemplo: “Será que o Renato vai á festa?” “Ele não vai, vai ficar em casa”. Muita gente acha que nós somos o que não entendem vocês, pessoas normais, mas na verdade, vocês que não sabem lidar com os surdos que não são mudos, porque vocês acham que devem falar diferente, alto, mexer mais os lábios, mas não é isso, vocês só devem falar com clareza, com voz, só pessoas com vozes poderosas que conseguem conversar conosco. Detesto gente que fala exagerado, muda até o tom da voz, me faz sentir completamente retardado. Já ouvi muitas pessoas falarem para mim: “Você é especial.”…NÃO, não sou!Eu sou como qualquer pessoa. Se é normal tratar as pessoas que usam óculos, por quê não tratam nós que usamos aparelhos auditivos, normais? E outra coisa, o implante coclear ainda é péssimo,não evoluiu muito, conheço pessoas que fizeram isso e chegou a entrar em depressão, outros, colocaram aquele aparelho dentro do ouvido, e assim, pode fazer o que quiser, só que deu problema, passaram a sensação de que tinha um mosquito dentro do ouvido, teve que retirar.
    Nós temos a mente complexa, temos, mas nós todos temos uma mente assim.

    • Helen dos Santos

      em

      Realmente é muito curioso isso “como será que um deficiente auditivo pensa?”.
      Eu tinha uma amiga que é surda e por isso, não sei se digo que ela é muda ou se não sabe falar, pois ela consegue pronunciar algumas palavras, ela interage muito bem com as pessoas, só que as vezes não conseguimos intende-la porque ela não sabe libras. faz gestos que pode pra nos fazer entender. Levava uma vida normal, infelizmente caiu no mundo das drogas. E eu tenho certeza que os surdos pensam como nós sim, de uma forma complexa como cada um pensa da sua forma complexa.

  21. maurizio

    em

    Como somos pequenos..nunca havia pensado em como o surdo pensa/forma o pensamento!! Parabéns Karlla e leitores por propiciar a informação e principalmente a biologia de uma maneira muito gostosa!

  22. Ester

    em

    Sempre tive essa curiosidade,achei muito interessante!

  23. Suki

    em

    Nunca pensei que surdos não pudessem pensar ou algo assim, mas sempre tive curiosidade de saber como surdos de nascença formulavam seu pensamento.
    Não é relacionado a isso, mas tive um amigo que era cego de nascença, e oras, claro que ele sonhava, da forma dele, mas sonhava. Do mesmo modo, um surdo pensa, à sua forma.

  24. Ellen

    em

    Uma pessoa surda nascida no Brasil que faz uso da língua de sinais pode se entender normalmente com um surdo nascido nos Estados Unidos que também faz uso da língua de sinais por exemplo? Porque tecnicamente eles não conhecem o inglês e o português como nós, então, eles podem conversar entre si na mesma língua?

    • fran

      em

      Cada país tem sua linguagem de sinais aqui no brasil usa-se a Libras ( linguagem brasileira de sinais)

    • ingrid

      em

      Não, pois a língua de sinais em todo o mundo é diferente. Aqui no Brasil nós temos as LIBRAS que é a Língua Brasileira dos Sinais e nos Estados Unidos é a ASL referente a American Sign Language e os sinais são diferentes.

  25. Welizangela

    em

    Sou deficiente auditiva, li sobre o sonho, e me pus a pensar .. Os surdos creio que as vezes tem a sensação de que está escutando quando entendem perfeitamente a leitura labial, eu particularmente tenho um pouco de habilidade em entender a leitura labial, e muitas vezes quando entendo, e não escuto tenho a sensação que escutei o que a pessoa falou.
    Assim como os ouvinte que tem o costume de ouvir sons, os surdos tem o costume de ler lábios eles sente como se estivessem escutando. Entendo que os surdos não tem noção de como é o som, mas para eles a leitura labial é o seu som.

  26. Welizangela

    em

    Gostei do post.. Muito interessante! 😉

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo