Curiosidades

Por que temos tipos sanguíneos diferentes?

“… Não seria mais fácil se todo mundo tivesse o mesmo tipo sanguíneo? Vários problemas de doação seriam resolvidos. Tenho sangue do tipo AB e sei que é um dos mais raros, morro de medo de precisar fazer uma transfusão de emergência!” Glorinha – São Carlos/SP

“É verdade que pessoas com tipo sanguíneo AB são considerados de sangue azul por quê? Marileide




Glorinha e Marileide, para responder a estas duas dúvidas, recorri ao brilhante estudo realizado por profissionais da medicina biomolecular. Os mesmos que trabalham com a famosa dieta do grupo sanguíneo.

Pois bem, de acordo com estudiosos, por volta de 30.000 a 40.000 a.C., os primeiros homens das cavernas que habitaram o planeta tinham o sangue do tipo O, e por isso este tipo é considerado um sangue primitivo. Nesta época todos tinham o mesmo tipo sanguíneo e por milhares de anos este foi o único tipo de sangue existente. É o mais freqüente ainda hoje. O tipo O marcou a ascensão do homem ao topo da cadeia alimentar. Ele era caçador ativo, todos comiam as mesmas coisas, respiravam o mesmo ambiente e tinham as mesmas doenças.

Mas, com o aumento da população, começaram as migrações e com isto novas populações foram se isolando e a variação se acelerou. Houve uma mudança da condição de caçador para um modo de vida mais “agrário-domesticador”. Então por volta de 25.000 a 15.000 a.C. na Ásia ou no Oriente Médio, surgiu o sangue do tipo A, nessa época o homem já era mais sociável e colaborativo.



O sangue do tipo B apareceu por volta de 10.000 – 15.000 anos a.C. na região da cordilheira do Himalaia, quando foi necessária a primeira grande adaptação foi ao clima e o ambiente bastante diferenciado. Era uma sociedade que mostrava muito inteligência e criatividade. Hoje em dia, o tipo B é encontrado dominante desde o Japão, Mongólia e China e o oeste da Europa. Os alemães e austríacos apresentam uma grande porcentagem de indivíduos de tipo B.

original

De acordo com estudiosos, por volta de 30.000 a 40.000 a.C., os primeiros homens das cavernas que habitaram o planeta tinham o sangue do tipo O, e por isso este tipo é considerado um sangue primitivo.



Novas linhagens foram surgindo, as mudanças se seguiram e não demorou muito surgiu o sangue do tipo AB, considerado hoje, o mais raro, pois só abrange de 2-5% da população mundial. Surgiu entre 500 a.C. e 900, como resultado da miscigenação do tipo A caucasiano com o tipo B dos mongóis. É como se fosse uma mescla entre as características de todos os outros grupos.

Assim, acredita-se que os diferentes tipos sanguíneos foram surgindo com a diferenciação e distanciamento das linhagens humanas. O surgimento se tornou necessário assim como a diferença em cores de pele, pelos, formato dos olhos, etc. Dizem que o apelido “sangue azul” foi determinado para o tipo sanguíneo AB devido a sua raridade!

acredita-se que os diferentes tipos sanguíneos foram surgindo com a diferenciação e distanciamento das linhagens humanas.

acredita-se que os diferentes tipos sanguíneos foram surgindo com a diferenciação e distanciamento das linhagens humanas.

 

16 comentários

16 Comments

  1. Aparecido

    em

    Meus são falecidos, meu sangue é B-, existe algum modo de saber qual era os tipos de sangue de meus pais?
    Abcs e desde já muito obrigado.
    Aparecido.

    • Érika

      em

      para gerar sangue B podem ser um casal de:
      B +O ou
      B + B ou
      B + A ou
      AB + AB ou
      AB + B
      AB + O

  2. Carlos Araujo

    em

    Bom… aceita-se a explicação do aparecimento dos diversos tipos de sangue, na Humanidade (mas… não foi bem “assim”).
    Na realidade… houve MISTURAS entre “os filhos de Deus” e as mulheres da Terra [que eles acharam que eram belas… e foram-se a elas. E nasceram… os gigantes da Antiguidade… homens de fama e construtores de cidades] Gen 6:2 a 6
    Gen 11:1 – a mesma língua=o mesmo sangue
    Gen 11:6/7 – O SENHOR desceu á Terra, não SÓZINHO (“Eia, DESÇAMOS e CONFUNDAMOS… …) – veio acompanhado !
    Gen 18:2 O SENHOR aparece a Abraão (com mais 2 homens)
    Gen 19:1 a 4 – Aparecem 2 anjos (homens… que comeram em casa de Lot)
    Gen 32:24 a …
    Job 1:6
    etc etc etc
    A hominidade terrestre… foi beneficiada com a introdução de… genes… não terrestres. Como fica claro, numa leitura simples e inteligente, das Escrituras.
    A partir daí… então, sim… passa a haver VÁRIOS tipos de… “sangue” !
    E… não é tudo. Mas, esclarecedor… para a questão colocada.

    • joanna

      em

      Disse tudo Carlos Araujo!

    • Miriam C. Silva

      em

      Aff Carlos, quanta besteira!

    • Raroun Oliveira

      em

      Quanto absurdo.
      Então hoje em dia, vocês homens de deus pedem exame sanguíneo antes de casar?

      É muta baboseira pra uma pessoa só. Dizer que HOMENS de deus, foram escolher MULHERES da terra. Que pensamento mais patriarcal e obsoleto pro séc XXI.

      Em 2012 ainda vem fulano falar babaquice com respaldo na bíblia.
      Por isso que a gente não vai pra frente, fica um Zé Povinho masturbando um texto escrito há mais de 2000 anos, querendo aplicar nos tempos atuais.
      Para de dar pitaco errado em coisa séria e vai orar, meu.

  3. amorim

    em

    se pensarmos na era de cristo a nossa era de hoje vemos que os cientistas estao certos antes informacao demorava muito pra se chegar ate alguem hoje temos internet foguetes ipod mp3 tela 3D entre outros nossa capacidade de evolucao genetica ao longo dos tempos assim tambem ocorre com sangue voce ja parou pra pensar em que seu corpo reage a algo na vida e ja comparou com outras pessoas seja da sua familia ou vizinhos somos especie em mutacao genetica e mental a cada ano chegamos a um ponto a+ elevado de concepcao historias sao escritas e vividas por nos entao fique atentos

  4. Charlotte

    em

    Carlos Araujo perdeu todo o crédito ao querer misturar isso com religião. Fique com sua mitologia, e não me faça ler asneiras.

  5. Neide

    em

    Para uma pessoa ter o sangue AB-, qual é o tipo sanguíneo dos pais dela?

    • Anderson

      em

      Os pais só não poderá ter o sangue do tipo O, portanto os demais tipos A, B e AB poderão ter descendentes do tipo AB, mas pra ser (- negativo) os pais dele terá que ter o fator Rh – que são recessivos (rr).

  6. Gabi

    em

    Eu tenho sangue AB

  7. Miriam C. Silva

    em

    Excelente artigo, muito esclarecedor.

  8. Rubim Almeida

    em

    Ora viva

    Na verdade há aqui um conjunto de pequenas imprecisões que é conveniente tratar de outro modo, não se vá ficar com a ideia errada. Falar seja do que for adjectivando-o de “primitivo” versus “evoluído” é sempre “anti-biológico” até por dar a ideia de que a evolução é uma “escada”. Recorrendo a um exemplo muito simplista, se pensarmos na complexidade celular, qualquer dinossauro era bem mais “evoluído” que uma barata. No entanto, elas já se passeavam pelo planeta antes de os dinossauros o fazerem e, ao contrário deles, as baratas ainda por cá andam. Quem é primitivo? 🙂
    Os termos “ancestral” e “derivado” não criam a ilusão de uma evolução em escada.
    Por outro lado é verdade que se pensarmos apenas em termos de população total mundial, o tipo “O” é o mais comum, mas podemos cair no erro de pensar que é sempre assim. Contudo, dependendo da área geográfica e de determinada população, as coisas podem ser bastante diferentes. A título de exemplo, austríacos, portugueses ou japoneses apresentam maior percentagem do tipo A do que de O. Pelo contrário, brasileiros, canadianos ou estado-unidenses apresentam uma ligeira superioridade na percentagem do tipo O.
    Às vezes as coisas não são apenas em “preto e branco”, mas existe uma grande variedade de cinzentos 😀
    Portanto, não se pense que ter sangue fo tipo “O” faz de alguém inferior/primitivo, relativamente a alguém que é fo tipo sanguíneo A ou outro.

    Aproveito para a felicitar pelo magnífico trabalho que desenvolve na divulgação da ciência. Os meus sinceros e honestos parabéns e um bem-haja, desde este lado do oceano.

  9. carlos

    em

    Ja ouviu falar em genótipo e fenótipo? Sabe a diferença entre ambos?
    Todos nós temos um potencial genético enorme que antigamente era chamado pela biologia de DNA lixo (acreditem). O genótipo é o conjunto de todos os genes presentes no zigoto. Já o fenótipo e o conjunto de todos os genes manifestos ou expressos no individuo. Este genótipo enorme é justamente o que permite a variação da raças ou subespécies dentro de uma mesma espécie, é claro, Graças a isto é possível ao homem e animais se adaptarem a diversos ambiente e sobreviverem; caso contrário a vida desapareceria. isto explica o surgimento de variedades dentro da espécie. Conforme as circunstâncias genes são ativados ou desativados e passam para as gerações seguintes estas adaptações. Um detalhe importante é q não se conhece um único caso da aparecimento de nova informação genética. Apenas a ativação ou desativação do gene qua já estava lá. Alguns querem apontar a anemia falciforme como um tipo de evolução já que os portadores são imunes ao virus da malária por exemplo. Mas um portador de anemia falciforme pode nunca ser picado por um mosquito da malária e morrer muito jovem devido a anemia. ai não é evolução e sim uma mutação prejudicial. Essas mutações ocorrem po estilo de vida, ambiente, radiação, etc. assim surgiram os diversos tipos sanguíneos e outras variedades no fenótipo dos seres vivos.

  10. José Arizoa

    em

    “quando foi necessária a primeira grande adaptação foi ao clima e o ambiente bastante diferenciado.” Esse trecho não tem concordância,nexo. Essa é a minha contribuição. Espero não incomodar. um abraço.

  11. brurinha.com

    em

    porq há diferentes grupos sanguíneo, e o que são antígenos?

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo