Curiosidades

Por que morder papel alumínio causa dor em algumas pessoas?

“O Diário de biologia é o melhor blog que já vi. Parabéns! Tenho uma pergunta? você já mordeu papel alumínio e sentiu um choque? Por que isso acontece?” Beth Alves

Sim Beth, eu já mordi papel alumínio& #8230; Mas agora só de pensar me dá aflição! Para sentir aquele pequeno choque (ou dor) ao morder papel alumínio, é preciso que tenhamos algum metal na boca, como restaurações de amálgama e/ou coroa nos dentes.


O que acontece é que quando mordemos o papel alumínio, criamos uma bateria na boca e a corrente elétrica estimula a terminação nervosa no dente. A pressão da mordida no papel coloca dois metais diferentes, o mercúrio em obturações (ou o ouro em coroas), em contato com a nossa saliva que é ácida, úmida e salgada. O alumínio se transforma no pólo negativo da “bateria”. Seus elétrons passam para a saliva e de lá para a obturação.

Veja o que acontece:

– Esses dois metais tem uma diferença potencial eletroquímica ou voltagem através deles e o fluxo de elétrons da folha metálica tem corrente elétrica;

– A corrente é conduzida na raiz dos dentes, guiada normalmente pela obturação ou coroa e a corrente faz um impulso nervoso no nervo das raízes;

– O impulso nervoso é enviado ao cérebro e ele interpreta o impulso como dor.

A produção de corrente elétrica entre dois metais em contato é chamada de efeito voltaico, por causa do seu decobridor, o cientista Alessandro Volta.

Mas atenção: Se você não tiver nenhuma restauração dentária metálica, você não sentirá este efeito.

mar-foil-1-eating

O que acontece é que quando mordemos o papel alumínio, criamos uma bateria na boca e a corrente elétrica estimula a terminação nervosa no dente.

amalgama(1)

Para sentir aquele pequeno choque (ou dor) ao morder papel alumínio, é preciso que tenhamos algum metal na boca, como restaurações de amálgama e/ou coroa nos dentes.

Fonte


⚠  ATENÇÃO:  Nosso novo site, especial para mulheres, já está no ar. Acesse Diário Mulher.



Comentários

Novidades

Topo