Curiosidades

Por que alguns medicamentos devem ser evitados em casos de suspeita de dengue?

Por que alguns medicamentos devem ser evitados em casos de suspeita de dengue?
Esse texto foi útil para você?

“Sempre que passam nos meios de comunicações (radio/tv) propagandas de remédios no final eles sempre adverte que se a pessoa estiver com dengue não é melhor tomar o medicamento, por quê?” Felipe Miranda




Boa pergunta Felipe. Alguns medicamentos, principalmente a Aspirina (ácido acetilsalicílico) associada deve ser evitados se a pessoa estiver com suspeita de Dengue.

Todos nós sabemos que  o vírus da Dengue diminui a produção das plaquetas no sangue que são responsáveis pela coagulação. O ácido acetilsalicílico funciona no organismo como um anticoagulante e o seu uso durante a Dengue poderiam desencadear uma hemorragia e até levar a morte, dependendo da gravidade do caso.

As plaquetas (responsáveis pela coagulação do sangue) se agregam para tal em resposta a liberação de uma substância chamada tromboxano A2. Quando tomamos medicamentos que contém o ácido acetilsalicílico, ele inibe a produção de tromboxano A2, resultando na diminuição da tendência de agregação plaquetar. Isso faz com que funcione como um anticoagulante. Ele pode causar lesões na mucosa gástrica, atrapalhar o diagnóstico da doença e pode causar hemorragias e acidose na maioria dos casos.



Alguns dos principais remédios que não devem ser usados quando houver suspeita da dengue são: AAS, Analgesin, Aspirina, Aspirina C Efervescente, Benegrip, Bufferin, Cafiaspirina, Cibalena A, Doril, Engov, Melhoral C, Melhoral Infantil, Sinutab, entre outros.

Alguns dos principais remédios que não devem ser usados quando houver suspeita da dengue são: AAS, Analgesin, Aspirina, Aspirina C Efervescente, Benegrip, Bufferin, Cafiaspirina, Cibalena A, Doril, Engov, Melhoral C,  Melhoral Infantil, Sinutab, entre outros. Um bom substituto nesses casos seria o medicamento a base de Dipirona ou Paracetamol. Mas cuidado! É preciso ler a bula para ter certeza!



Um bom substituto nesses casos seria o medicamento a base de Dipirona ou Paracetamol. Mas cuidado! É preciso ler a bula para ter certeza!

Um bom substituto nesses casos seria o medicamento a base de Dipirona ou Paracetamol. Mas cuidado! É preciso ler a bula para ter certeza!


4 comentários

4 Comments

  1. Carol

    em

    Karlla, o Calcio, juntamente com o ac. acetilsalicílico, também influencia nessa anti coagulação?

    bjo 😉

  2. Sempre quis saber o motivo disso! Valeu, Karla! Você é dez!

  3. manotroll

    em

    devia aparecer escrito se tiver dengue e tomar este remédio voce morre daria mais resultado

  4. Filipe

    em

    Carol, o Cálcio é um elemento importante na chamada “cascata de coagualação”, mas a situação hemodinâmica mediante a infecção pelo arbovírus do dengue é muito mais complexa que isso, sendo ele, portanto, fútil como auxiliar na coagulação neste caso específico. O vírus compromete o endotélio (a parte de dentro) dos vasos sangüíneos, enquanto consume os fatores de coagulação; ao mesmo tempo que é, também, trombocitopático (danifica as plaquetas). Logo, o paciente com Dengue sofre com poucas plaquetas e muita chance de sangrar. Como a Karla explicou, o AAS (incluindo qualquer droga que tenha AAS em sua composição) é um fator limitante da agregação PLAQUETÁRIA (plaquetar não existe), assim sendo, as poucas plaquetas que restam ao sujeito ainda teriam dificuldade em grudar umas nas outras pra “estancar” o sangramento.
    Por fim, não adianta repor cálcio, vitamina K, e, às vezes, nem mesmo os próprios fatores de coagulação (através da administração de plasma fresco congelado)! Por isso é importante nunca usar NENHUM medicamento que contenha ácido acetilsalicílico quando há a suspeita de dengue (ou de qualquer quadro trombocitopênico, em que há diminuição na contagem de plaquetas) e nem uma semana antes de qualquer procedimento cirúrgico. Portanto, lembre-se: se você estiver aguardando para ser submetido a qualquer cirurgia, pare de tomar ácido acetilsalicílico pelo menos UMA SEMANA antes (é o tempo necessário para que uma nova população de plaquetas, sem o efeito da droga, tome conta da circulação). Ah, e, por favor, não confundam Ácido Salicílico com Ácido Acetilsalicílico, são duas drogas diferentes, com funções distintas e usos totalmente divergentes.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo