Animais

Quem nunca quis brincar com um gongolo?



“Os gongolos são muito comuns na minha casa. Queria saber mais sobre eles.” Willian 


Realmente não há quem nunca quis brincar com um gongolo que apareceu perdido pela calçada ou algum cantinho. Esses bichinhos simpáticos são artrópodes também conhecidos popularmente como embuás, piolhos-de-cobra. São na verdade da classe dos Diplópodes, que grosseiramente, significa “dois pares de perna por segmento”. E por falar em segmento, esse bichinho tem muito deles variando entre 20 e 100. E cada segmento tem dois pares de perninhas, que conseguimos ver se observarmos com atenção.

Os gongolos gostam de lugares úmidos e com pouca luz. Apesar de algumas espécies chegarem a apresentar 750 patas eles andam lentamente, examinando o caminho com as antenas. Gostam de comer matéria vegetal orgânica em decomposição (detritos, restos de vegetais mortos). O exoesqueleto é bem resistente, apresenta, além de muita quitina, alguns depósitos de sais de cálcio, mas não é totalmente impermeável e por isso a vida dos gongolos é restrita ao ambiente úmido.

Quando são perturbados ou sentem medo, enrolam o longo corpo numa espiral protetora, com a cabeça no centro. Algumas espécies secretam, em glândulas especiais, um líquido de odor forte, contendo iodo e cianeto, que é usado para repelir predadores. Essas toxinas podem causar queimaduras na pele, por isso, cuidado ao brincar com eles.

Millipede-IMG_3170

4447031509_7ffd2a3b31

 

Narceus_americanus

Quando se sente ameaçado ele se enrola e fica assim!

Millipede04

Diplopodes: 2 pernas por segmento!

 

JPRichards-BMIG-_MG_9654-1Macrosternodesmus-Leitza-200409--96-dpi

Bebê gongolo!

 

800px-Millipede_toes_toxin_diplopoda

 

Esta é uma lesão causada pela toxina do gongolo. Essa garota calçou o sapato com um gongolo dentro. Uiii!

——————————————-

Comentários

Novidades

Topo