Curiosidades

Descubra agora porque o girassol gira acompanhando o sol

Hoje minha professora falou sobre o girassol. E eu fiquei com uma pergunta na cabeça: Como eles giram conforme o sol? Juh




Boa pergunta, Juh! Esse curioso movimento acontece porque a planta é adaptada para captar a maior quantidade possível de energia solar, absorvendo mais luz para fabricar energia. A primeira razão é que sua flor (na verdade um inflorescência, um conjunto de até 2 mil micro flores que ficam no círculo entre as pétalas) pende como uma bandeja virada para o Sol.

Isso ocorre porque o crescimento do caule do girassol responde à ação da luz. Durante o dia, o lado escuro acumula auxina, um hormônio que regula o crescimento vegetal. Com isso, a parte sombreada cresce mais, deixando a flor quase perpendicular ao Sol.

A ação do hormônio do crescimento também interfere no comportamento do caule da planta quando faz sol. Na presença dos raios solares, a auxina presente nas células muda para a parte não iluminada das plantas, como se fugisse da luz. Essa migração hormonal acaba fazendo com que a flor gire na direção do Sol. Depois que acaba a luz, esse efeito cessa e o girassol volta para sua posição original.

Esse movimento só dura até o vegetal florescer. Depois disso, a planta permanece sempre virada para o leste. Tudo indica que o movimento acaba porque o florescimento inibe a ação dos hormônios responsáveis pela atração solar.



girassol_984_1600x1200

O girassol gira por causa de migrações hormonais na planta.

—————————–

 



Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


8 comentários

8 Comments

  1. Kzin

    em

    Adoro girassois, tinha aki no meu quintal alguns! agora viro tudo casa :S qse n tem verde

  2. :angel: Muito bacana, pois eu já escrevi um livro, na qual eu coloquei um girasol na capa, estive morando algum tempo em palmas-Tocantins, lá tem muitas plantações.

  3. Ei! porque vcs não colocam o motivo do soluço?

  4. maria

    em

    muito obrigado isso me agudou muito

  5. Rosangela Maria dos Santos

    em

    Nosa muitoo legal me ajudou a matar a minha curiosidade ^_^

  6. Cristiano

    em

    Um bem haja Karlla, há muito que acompanho o seu trabalho e devo congratulá-la por isso. É uma Bióloga com “B” grande mesmo ^^
    Sou finalista da Licenciatura em Biologia….eheheh e é sempre um prazer deliciarmo-nos com os seus artigos. 5* mesmo!! =D
    Só para completar um pouquinho mais a informação SUPER CORRECTA que a Karlla postou, eu estudei o exemplo dos girassóis em Morfogénese Vegetal (uma disciplina que estuda todo o processo de desenvolvimento da morfologia da planta e as suas repercursões fisiológicas), aqui em Portugal, na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.
    Este fenómeno também ocorre por causa de um processo designado heliotropismo, em que certas plantas, como o caso do girassol, giram face à exposição da luz solar. Esse fenómeno é fundamental para que a planta esteja o mais tempo possível virada para os raios solares e captar as radiações, uma vez que estes vão activar o seu metabolismo. É um ciclo que não pode parar =)
    Então, o que esta magnifica espécie faz, tal como muitas outras, é expor toda a sua área floral/foliar para captar os raios UV-A e UV-B provenientes do sol, temos então mais um processo, chamando a este de fotoperiodismo.

    Um beijão enorme Karlla, você me inspira x)
    Uma continuação de um excelente trabalho!! =D
    Biocumprimentos,
    Chris.

    • Chris, obrigada pela contribuição com essas informações. Biocumprimentos para vc também! Volte sempre.

    • Raphael Bender

      em

      Olá Cristiano,

      Legal sua contribuição, mas me permita uma breve correção. Os girassóis assim como outros seres fotossintetizantes captam energia de uma pequena faixa de frequências da luz visível, referentes às cores azul e vermelho. Ou seja, não captam raios UV-A ou UV-B. Além disso a exposição excessiva dos vegetais aos raios do espectro ultra-violeta podem causar fotoinibição, possível dano ao aparato fotossintetizante, além de outros prejuízos.

      Um abraço,

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo