Animais

Como as lagartas viram casulos?

Como as lagartas viram casulos?
5 (100%) 1 vote

“Há algum tempo venho visitando seu blog, que é muito bom. A lagarta, pelo que eu pude observar ‘se faz casulo’ . Isto acontece em todas as espécies, ou este é um caso especial.” FELIPE CASTRO




Pois é Felipe, realmente o vídeo é incrível! As lagartas passam a maior parte da sua vida devorando folhas. Quando chega a hora de se tornarem adultas, é o momento de formarem seus casulos para completar o desenvolvimento. Isto acontece com todas as borboletas, mariposas e vários outros insetos sempre que eles chegam em seu útlimo estágio como larva. Em todas as lagartas, a metamorfose acontece dentro de uma estrutura protetora conhecida como uma crisálida, mas ocorre de forma diferente variando de espécie para espécie.

A pele das lagartas são muito resistentes, funcionam como uma capa protetora que precisa ser trocada sempre que ela precisa de espaço para crescer. As lagartas possuem um crescimento tão acelerado que seriam impossível a pele esticar na mesma proporção. Essa “troca de roupa” acontece várias vezes e em cada muda, inicia uma fase diferente no desenvolvimento (um novo ínstar).

A lagarta monarca (mostrada no vídeo) tece uma almofadinha de seda na parte inferior de um ramo ou galho, ela então utiliza uma estrutura traseira como um gancho, chamada de cremáster para se prender na almofada de seda. Ela então, pendurada de cabeça para baixo, gira o corpo várias vezes para frimar o cremáster na seda. A lagarta começa a soltar sua pele pela útlima vez revelendo a crisálida. A crisálida não é um casulo. Geralmente os casulos são construídos pelas lagartas de mariposas que utilizam seda disfarçada com folhas e detritos, para proteger suas crisálidas. A crisálida (ou pupa) é o corpo que a lagarta revela quando se libera sua pele pelo última vez, é o que vimos no vídeo bem verdinho.

Existem várias estatégias das espécies para passarem por esse processo. Em vez de pendurados de cabeça para baixo, algumas ficam suspensas pelo cremáster e por um fio de seda enrolado à sua volta presa em um galho de árvore para apoiar-se. Outros tecem uma rede de seda de apoio à sua crisálida. Alguns se enterram no solo. Não importa como tudo acontece, o fato é que todas as espécies permacem ali, paradinhas por fora, mas passando por uma intensa reciclagem por dentro, elas são literalmente desmanchadas e refeitas em poucos dias. O que acontece dentro de uma crisálida? Bom, isso é assunto para outro post.



dscf1080_2

Crisálida de Papilio machaon sustentada por um fio de seda lateral.



_pupa_de_cossus_cossus_44e3072d69296

Enterrada no solo.

Capullo

Suspensa pelo cremáster!

yellow-caterpillar-cocoon

Casulo de Ctenucha virginica preso em uma folha, protegido por seda..

FONTE: howstuffworks, azeitagis

25 comentários

25 Comments

  1. Maykon

    em

    Agora fiquei super curioso pra saber o que acontece dentro de uma crisálida

  2. eu tbm em daria mais um post super-interessante =]

  3. Alê

    em

    Ah eu tbm fiquei curiosa pra saber o que acontece dentro de uma crisálida…:(

  4. Elen

    em

    Tentei criar uma lagarta em casa mas mh mãe não deixou…

    ¬¬’

    queria ver essa transformação… 🙁

    e depois que se transformam ficam magnificamente belas! 😀

  5. Kzin

    em

    Lindooo mas tem uma “versão” de casulo que eu vi que me deixou mt curioso, era feito de pedacinhos de pauzinhos! enrolados com seda, mt legal!

    • Gilberto Goes

      em

      Também vi um casulo feito com pedacinhos de pauzinhos. Que tipo de casulo é esse. Estava no meu pé de maracujá.

  6. Pedro Henrique de Carvalho Ferreira

    em

    Queria saber se vcs tem as imagens das lagartas e dos tipos de borboletas que se transformam.
    Já vi várias transformações da Monarca, desde o momento que elas se transformaram em
    casulo até virar borboleta.
    É o máximo!

  7. Fernanda

    em

    A árvore da minha casa ficou cheia de lagartas de cor preta com listras verdes e a cabeça avermelhada, parecia mais um pé de lagarta. Agora elas estão enormes e estão descendo da árvore.
    Gostaria de saber o pq? e que tipo de borboleta elas vão virar?

  8. Fernanda, envie-me fotos das “SUAS”LAGARTAS? EU GOSTARIA DE VER. Elas estão descendo da árvore apra se enterrarem e sofrerem a metmorfose! Muito legal.. Se puder madnae fotos! Beijos!

  9. Karoline Nascimento

    em

    Olá,sou estudande de Biologia,tenho varios tipos de casulos…mas tenho uma curiosidade e já pesquisei sobre,mas não achei nada me informando…Sou estagiaria do PARQUE NATURAL MUNICIPAL DE NOVA IGUAÇU,esse ultimo mês estou observando as lagartas”muitas”em troncos de arvores,todas bem juntas.já me falaram que elas estão se desenvolvendo,mas se você puder me explicar melhor sobre.Agradeço desde já!!!
    Abraço

  10. Amei o seu blog…muito bom. Eu vou depois mostrar para minha filha que agora foi para o 4o ano (antigo 3o.) fundamental.

    Parabens!

    Feliz Ano Novo!

  11. Andreus

    em

    Legal!!!!!!!!!!!!!!!!!! :woot: mas sera que doi? xD

  12. schayne rabech s.nascimento

    em

    AMEI SEU BLOGE!EU SOU APIXONADA POR ANIMAIS DEJO SER VETERINARIA.MIL BJS!!RABECH

    ADORO VCS!!

  13. rabech

    em

    EU E MINHA FAMILHA ADORAMOS O DIARIO DE BIOLOGIA,AS TEORIAS SO MUITO LEGAIS POIS PRETENDO ME FORMAR EM BIOLOGIA.BJS DE RABECH SUA FAM DE CARTERINHA!!!!!!!

  14. eli

    em

    ADOREI ESTE DIARIO!!!!
    ENCONTREI UMA LAGARTA COM OS MEUS ALUNOS,PERDIDA NO CIMENTADO DA ESCOLA AO COLOCA-LA NUMA GARRAFA COM TERRA ELA IMEDIATAMENTE SE ENTERRROU, E NEM SE MEXE ESTÃO TODOS COM DUVIDAS SE ELA ESTA VIVA E SE VAI VIRAR BORBOLETA, ACHEI INTERESSANTE A FOTO MOSTRANDO ENTERRADA, MAS GOSTARIAMOS DE SABER O QUE VAI SE TORNAR?

  15. Escrevo no meu site, literatura, crônicas, e hoje escrevi um texto “CASULOS DOURADOS” e estava buscando um casulo para ilustrar o meu texto.Meu textoestá c/ 453 palavras, será que cabe aqui? Podem ler no meu site ou posso enviar para este lindíssimo blog. Um abraço a todos MLuiza Martins

  16. thalitinnnnnhaaaaa!!!!!!!!!!!!!!!!

    em

    🙂 😀 :p esse site é fera!!!!!!!!!!!!!!!

  17. Trabalho no Jardim Botânico do Recife,e tenho verdadeira adoração por animais.Ao contrário do possa aparecer, eu não sou Bióloga, sou Socióloga e essa interação homem-animal é fascinante. Estou elaborando um folhetim com poesias dos animais do jardim. E estou encantada! descobrindo o meu outro lado…
    Um grande abraço à todos. :love:

  18. rivalgisa veloso

    em

    Moro em condominio de casas com bastante área verde mas sinto falta de borboletas. Pensei em cultivar casulos.Como faço para consegui-los? e gostaria de receber orientações de como cuidar.

    Vi em outro site que é possível encomendá-los. Tem algum tel ou endereço?

    Existe necessidade de autorizaçao legal para que eu os mantenha em minha residência?

  19. Ida Mary

    em

    Olá! tudo bem Karlla Patrícia?A minha dúvida é porque as lagartas,mesmo dentro do casulo, se põem um pouco para fora para se alimentar?E se isso é normal?Encontrei seu blog por acaso,amei demais e agora sou fã.Um abraço.Fica com Deus.

  20. Olá Karla!!! a alguns dias notei uma largata no meu telhado, e no outro dia ela tava acabando de se transformar em um casulo (ela ficou rodando varias vezes e depois soltou uma pele e sua patinhas!) já faz uns dez dias que o casulo ta lá, não vejo a hora de ver minha linda borboleta!!!

  21. o serto seria
    eu vi 2 largatas no meu lote soltando um algo estranho e amarelo piquinininho .A cor da largata era amarelo azul e roxo

  22. Jose Nilson Rodrigues de lima

    em

    Qual quer que seja a especia da vida,
    Cada ser tem o sue mundo,
    Mas nós humano somos a espece destruidora,
    Que deixamos a desejar, a beleza da vida,
    A natureza viva.

    Frase de Jose Nilson.
    O poeta.

  23. Flávia

    em

    Olá! Tentei colocar uma lagarta num pote para minha filha ver a transformação, mas não deu muito certo. Em alguns dias notei que saíram várias largatinhas do corpo dela, não sei se são filhotes ou parasitas comento ela. Não creio que sejam filhotes, pois sairam de pequenos orificios do corpo, ao invés de ovos. Por fim resolvemos coloca-la de volta em uma árvore. (Obs coloquei no pote as mesmas folhagens da árvore da qual a encontramos, e fizmos furinhos na tampa para circulação de ar. Acho que era só isso que tinha q ser feito)

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo