O que significa Rh negativo? Por que as mães com esse Rh precisam de vacinas?

“Meu marido tem sangue A+ e eu tenho sangue O- e estou grávida. Na primeira visita para o pré-natal, o médico nos alertou para o meu Rh negativo. Fiquei tão atordoada que não entendi a explicação do problema.” (Inês Lacerda)

Inês, não há motivo para ficar atordoada, mulheres com Rh negativo dão à luz todos os dias sem qualquer problema. O que é preciso fazer é um pré-natal bem feito! Rh é um elemento que faz parte do sangue da maioria das pessoas. Mas há pessoas que não possuem esse elemento, o que não é uma doença, simplesmente uma característica de cada um. Nesse caso, o exame de sangue resulta Rh negativo. Uma pessoa pode ter qualquer tipo sanguíneo (por exemplo: A, B, AB, O) e ser Rh positivo (+) ou Rh negativo (-).

Assim uma mulher Rh-, casada com um homem Rh+, pode ter um bebê Rh+. Nesse caso, o sangue do bebê apresenta um elemento (o fator Rh) que o organismo da mãe não possui, isso causa uma incompatibilidade sanguínea entre a mãe e o bebê.

Somente quando o sangue Rh- da gestante entra em contato com sangue Rh+ é que poderá haver consequências. Se isso acontecer, o sistema imunológico da mulher irá produzir anticorpos contra o fator Rh do feto, reconhecido como um invasor. Esses anticorpos, durante a gestação, atravessam a placenta e destroem as células sanguíneas do futuro bebê, podendo causar a doença hemolítica do recém-nascido. O bebê pode desenvolver anemia grave, icterícia ou até morrer.

O que muita gente não sabe é que as circulações sanguíneas do bebê e da mãe são separadas e independentes. Mas é comum ocorrer pequenas hemorragias (sangramentos) durante a gravidez, colocando o sangue do bebê em contato com o da mãe. Durante o parto, esse contato também ocorre. Quando há o contato e a produção dos anticorpos, a mãe passará a ter para sempre em seu sangue os anticorpos contra o fator Rh.

947ee1080b3ac9ef438f806d28b2c086

A vacina anti-D (ministrada em gestantes com Rh- e também, até 72 horas após o parto) bloqueia a produção dos anticorpos anti-Rh (anti-D), evitando a sensibilização da mãe. Foto: Reprodução/mifrah

parto

Em geral, só sabemos se o bebê é Rh positivo ou negativo após o parto. Por isso, como medida preventiva toda a mulher Rh negativo deve para receber a proteção da imunoglobulina anti-D. Foto: Reprodução/idealmt

—————————————