Animais

É verdade que as salamandras podem regenerar uma parte do corpo perdido?

“Vi na faculdade essa semana que as salamandras podem regenerar partes do corpo. Isso é verdade mesmo?” Lúcia Helena




Sim, é verdade Lúcia! As salamandras são os únicos anfíbios que possuem cauda. Se por alguma razão elas percam suas preciosas caudas, as salamandras são capazes SIM de regenerá-las. Elas pertencem a mais alta ordem de animais capazes de regenerar partes do corpo. Além da cauda, podem refazer mandíbulas superiores e inferiores, olhos e corações. Uau!!!

Mas como essa criatura relativamente simples executa um truque de magia anatômica que parece coisa de ficção científica? Eu tentei resumir ao máximo!

1- Nas primeiras horas depois que uma parte do é arrancada, as células epidérmicas da salamandra na área migram para cobrir a carne exposta. Essa camada de células gradualmente endurece.

2- Células chamadas de fibroblastos presentes nos tecidos das salamandras se juntam a nova superfície formada. Os fibroblastos não são diferenciados, isso significa que estão livres para se tornar outros tipos de células, dependendo de que parte do corpo precise de substituição.



3- Essa massa de fibroblastos auxiliada por proteínas, se transformam em um blastema. Esse blastema é que com tempo se tornará a parte regenerada do corpo.

4- O código genético do blastema é que possui memória posicional, é assim que o corpo sabe em que tipo de célula precisa se transformar e qual o tipo de parte foi perdida.

5- Enquanto o blastema se forma, capilares e vasos sanguíneos e axônios (parte dos neurônios) se regeneram nele. Camadas celulares vão se formando e migrando para seu lugar pré definido para o formação do membro perdido.

6- Como o blastema possui uma memória posicional, se a salamandra perder parte do pé na altura do tornozelo, o blastema se desenvolve em forma de pé, e não de perna inteira.



salamandra-1

Com a salamandra como modelo, os cientistas esperam um dia produzir blastemas de células humanas.

——————————————-

FONTE: HOWSTUFFSWORKS

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


11 comentários

11 Comments

  1. Kzin

    em

    Muito legal! um dia vou ser uma salamandra *-*
    elas regeneram o coração? qndo o coração estraga n deviam morrer? O>O

  2. Vai dormir Kzin!!! :sleep:

  3. Kzin

    em

    Durmir? nao faço isso a mt tempo =D mta coisa pra fazer e 24 horas sao mt pouco, ainda vo perder tempo durmindo ? o.o mas vc n respondeu como eles “funcionam” com o coraão ruim ?

  4. Kika

    em

    Ta ai..o Kzin falou algo importante!! Quando elas morrem? rs

  5. Carla

    em

    é xará… quando elas morrem???rsrsrsrs ^_^

  6. Huahauahuah.. Sabe que eu não sei! Preciso pesquisar.. Mas acredito que se picar ela em mil pedaços ela morre! 👿

  7. Sem querer ser chato, mas já sendo…
    As salamandras não são os únicos anfíbios com cauda… Tritões também fazem parte da ordem Urodela ;D

    O blog está de parabéns, sempre que dá eu dou uma passada por aqui…

  8. Perfeito Jú! é ISSO MESMO, eles são tão parecidos, ne?… Valeu pela dica!

  9. Luíza

    em

    Bela matéria

  10. Cao Sentado

    em

    quer dizer que se cortarem o membro de uma salamandra cresce outro maior ainda? essas salamandras tem muito a nos ensinar… 🙂

    • em

      “6 – Como o blastema possui uma memória posicional, se a salamandra perder parte do pé na altura do tornozelo, o blastema se desenvolve em forma de pé, e não de perna inteira.”

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo