Curiosidades

Por que as plantas não engordam e os animais engordam?

“Queria saber Por que as plantas não engordam e os animais engordam?” Bruna Vilarinhos

E quem te disse que elas não engordam? As plantas engordam SIM. Neste caso, a diferença entre as plantas e os animais está no alimento que causa a engorda.


O tamanho máximo que cada organismo (animal ou vegetal) deve ter, está registrado no seu genoma. Quando o organismo está se desenvolvendo, existem uma espécie de programa que determina quando, onde e o quanto cada um dos seus genes será ativado. Isso é fundamental para o seu desenvolvimento.

Então, naturalmente, não existe como um animal ou vegetal atingir um tamanho no qual seus genes não determinaram. Ou seja, jamais você vai encontrar uma barata do tamanho de um cachorro e tão pouco uma grama de jardim do tamanho de uma árvore de eucalipto. Quando um organismo atinge o seu tamanho definido, ele entra num período que chamamos Intervalo de Cessação do Crescimento (ICC). Mas, se continua sendo alimentado mais do que o necessário para sua sobrevivência, a única saída é “crescer para os lados” (engordar): armazenar o excesso de carbono e nitrogênio em algum lugar, pois não dá mais para usá-los para “crescer para cima”. Nos seres humanos, esse é o momento em que engordamos, devido ao acúmulo de gorduras. Nas plantas, o armazenamento do excesso de energia ocorre na forma de amido e celulose. Algumas espécies podem acumular água e então desenvolver estruturas mais avantajadas como é o caso dos baobás.

Uma batateira (pé de batata), por exemplo ao atingir seu tamanho continua adquirindo o alimento retirado do solo e das condições de luminosidade, isso faz com que vão acumulando amido, resultando na batata, um tubérculo muito conhecido por nós.

Uma grande curiosidade é que os cientistas levantado hipóteses muito estranhas… Segundo eles, com o efeito estufa, os índices de CO2 e a temperatura tendem a aumentar com o tempo. Isso deverá provocar um aumento na biomassa das plantas. As plantas não ficarão maiores no tamanho, mas sim mais “gordas”, pois acumulariam mais amido e mais celulose num ambiente com altas concentrações de gás carbônico. Elas não poderiam ser maiores pois seus genes não determinaram isso. Será que teremos plantas “obesas”?

baobá-wwwplantasonia-com-br


Comentários

Novidades

Topo