Animais

Você acredita em dragões?

Quem falou que os dragões existem apenas nos filmes? Se você pensa assim, chegou a hora de conhecer o DRAGÃO-DE-KOMODO. São répteis robustos e com aparência de dinossauro, pode medir até 3,5 m de comprimento e pesar até 125 kg. São ovíparos (como todos os répteis), ao terminar a estação das chuvas, a fêmea põe cerca de 25 ovos na areia que se abrem depois de 6 a 8 semanas. Ao nascerem os pequenos dragões, medem 20 a 25 cm de comprimento. Vivem, em média, 50 anos.

Quem imagina que ele cospe fogo, se enganou, pois a maior curiosidades sobre esses bichos, além de seu aspecto totalmente primitivo, parecido com os dinossauros é sobre sua alimentação. Para se alimentar de animais vivos, o dragão derruba a sua vítima com a sua cauda e depois o corta em pedaços com os dentes. Quando o animal é grande, o dragão ataca-o sorrateiramente com uma mordida e espera o animal morrer pela infecção produzida por bactérias, isto porque no interior de sua mandíbula habitam bactérias letais, sendo que os animais que conseguem escapar de suas garras acabam morrendo por infecções. O dragão segue a vítima durante algum tempo até que a infecção se encarrega de prostrá-la, quando é então calmamente devorada. Costuma comer primeiro a língua e as entranhas, suas partes preferidas. Essa sua forma de caça é um primor de estratégia mesclada com infinita paciência. A sua dieta baseia-se em animais selvagens, dragões-de-Komodo menores, insetos e se não ficar esperto pode comer até pessoas (uau!!!).

 

dragao-de-komodo-1

Para se alimentar de animais vivos, o dragão derruba a sua vítima com a sua cauda e depois o corta em pedaços com os dentes.

Atualmente, o Dragão-de-Komodo encontra-se ameaçado pela caça, por envenenamentos feitos pelas populações locais e pela diminuição das presas de que se alimenta. É um fato lamentável, pois esses animais são fósseis vivos, podem nos fornecer importantes informações sobre a evolução das espécies. Ainda bem que as áreas de Padar e Rintja foram classificadas como reservas pelo governo Indonésio, tanto para o dragão de Komodo como para as suas presas.

komodo2

Quando o animal é grande, o dragão ataca-o sorrateiramente com uma mordida e espera o animal morrer pela infecção produzida por bactérias, isto porque no interior de sua mandíbula habitam bactérias letais, sendo que os animais que conseguem escapar de suas garras acabam morrendo por infecções.

animais-dragao-de-komodo-7e2ab3

Varanus komodoensis – Dragão de Komodo. FAN-TÁS-TI-CO!

Comentários

Novidades

Topo