Animais

Entomofagia: você comeria INSETOS? (vídeo nojento)

Mosca, barata, abelha, gafanhoto, besouro.. Todos esses animais têm algo em comum: São INSETOS. Mas isso todo mundo já sabe. O que muita gente nem desconfia é que eles podem servir de alimento e são considerados deliciosos quitutes em vários países, afinal tem louco pra tudo né? O uso de insetos como alimento para o homem é chamado de antropoentomofagia ou entomofagia, o nome é tão estranho quanto ao hábito em si. Trata-se de um hábito antigo, pois já na pré-história os homens usavam uma ferramenta pontiaguda para capturar cupins e comer.

Existem cerca de 1.400 espécies de insetos comestíveis e pelo menos 3.000 grupos étnicos ao redor do mundo que atualmente praticam a entomofagia. A maior parte desses insetos são comidos nos estágios de larvas e pupas, ainda que alguns sejam bons até a idade adulta.  Mas não se sinta desconfortável com essa informação, saiba que na Ásia, os grilos são tostados para aperitivo ou cozidos no arroz e larvas de borboletas são adicionadas a sopas, cozidas ou servidas fritas. No Japão a pupa do bicho-da-seda é considerada uma iguaria.


369891

Experiência própria: Eu já comi insetos. Larvas de besouro assadas e temperadas (com perninha e tudo)… Grilos e besouros também já comi. Não posso dizer que é delicioso, mas também não é ruim! Posso garantir que não é nada nojento. Quem já provou insetos ou larvas, conte sua história.

Mas que vantagem teria em se comer insetos? Bom, os benefícios são numerosos e variados, começando pelo fato de que comê-los faz bem à saúde. Considere o seguinte: 100 gramas de grilos contêm 121 calorias. Apenas 49,5 calorias provêm de gordura e o valor nutricional está nos 12,9 gramas de proteína e nos 75,8 miligramas de ferro, uauu!!!!

VALE UMA DICA: Se você estiver em uma situação de sobrevivência, os insetos podem salvar sua vida, SIM. Mas, tome cuidado com o que come, pois alguns podem ser tóxicos. Uma regra prática comum que você pode seguir é: Prefira bichos com coloração preto, verde e marrom e fique longe dos insetos vermelho, laranja e amarelo (essas cores “alegres” são sinônimo de toxinas).

Bear Griylls em um dos seus vídeos de sobrevivência…

Fonte: HowStuffWorks


Comentários

Novidades

Topo